Home / Notícias / Esportes / Corinthians / Datena batizado com uísque?! Corinthians revive reportagem histórica de Sócrates no Carnaval

Datena batizado com uísque?! Corinthians revive reportagem histórica de Sócrates no Carnaval

A década de 80 proporcionou muitos momentos marcantes para torcedores do Corinthians e brasileiros de forma geral. Quando “turbinados” com a folia carnavalesca, então…

Foi mais ou menos assim que o ex-meia Sócrates, na época ainda construindo sua trajetória como ídolo do Corinthians, concedeu uma histórica entrevista ao jornalista José Luiz Datena.

Por meio das redes sociais, o Corinthians compartilhou nesta terça-feira de folia o vídeo de pouco mais de quatro minutos de duração – assista às imagens abaixo. Na legenda da publicação, o perfil do clube descreveu a reportagem como “uma aula de Carnaval”.

Leia também:Viralizam na internet fotos espetaculares da torcida do Corinthians no desfile da GaviõesRomero faz selfie em desfile da Gaviões, Corinthians publica foto e inicia campanhaSabrina Sato plena e rainha de bateria de castigo: o desfile da Gaviões da Fiel

Passando o feriado de Carnaval com amigos de infância, Sócrates recebeu Datena em Ribeirão Preto. Dentro de casa, o corinthiano “deu trabalho” para o entrevistador:

“Na primeira tentativa de gravação, fui batizado com uma dose de uísque”, contou Datena. “O Magrão fugiu pela janela fantasiado, segundo ele mesmo, de nada. O vestido ele pegou de sua mulher, Dona Regina. Na cintura, uma faixa de esparadrapo. Na cabaça, uma cartola cor-de-rosa. No pescoço, um tule azul”, completou.

Visivelmente alterado em meio à folia, Sócrates protagonizou outro momento épico durante o bate-papo com Datena, quando o repórter questionava se o meia chegaria ao Parque São Jorge no dia seguinte em condições de treinar:

“Vai chegar para treinar no Corinthians inteiro?”

“Não escutei.”

“Para esta última noite de Carnaval, vai curtir com tudo e depois chega amanhã inteiro para treinar no Corinthians?”

“É… Cansado, né? Cansado e de ressaca.”

Sócrates, não custa lembrar, defendeu o Corinthians de 1978 a 1984, marcando 172 gols em 298 jogos. Ele foi tricampeão paulista pelo clube nos anos de 1979, 1982 e 1983. Faleceu em 4 de dezembro de 2011, no mesmo dia em que o Timão conquistou o penta do Brasileirão.

Confira a reportagem de Datena com Sócrates

Uma aula de Carnaval com nosso eterno Doutor Sócrates.#FielNoCarnaval pic.twitter.com/FIJgSvQar4

— Corinthians (@Corinthians) 13 de fevereiro de 2018

Veja mais em:
Ídolos do Corinthians e Ex-jogadores do Corinthians.