Home / Notícias / Centro-Oeste / Mato Grosso / Agricultor usa nova técnica para cultivo do maxixe na Guia

Agricultor usa nova técnica para cultivo do maxixe na Guia

Na propriedade do agricultor Gerson Moraes Nunes, localizada no Assentamento Rural Mineira, no Distrito Nossa Senhora da Guia, na Região do Aguaçu, foi implantada uma Unidade de Referência Tecnológica (URT) com o cultivo do maxixe tutorado em rede agrícola em parceria com a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer). O vegetal foi plantado em uma área de 1.250 metros quadrados e pode ser cultivado o ano todo, inclusive no período das chuvas, época que é muito difícil a colheita em sistemas convencionais, ou seja, plantio no solo.

O produtor Gerson e sua esposa, Maria Dias Queiroz Nunes já tiveram experiência com o cultivo no sistema tutorado, durante o ano de 2017, com o plantio do pepino. O produtor em parceria com a Empaer montou uma URT e colheu 900 quilos de pepino da variedade Aodai. A produção foi comercializada nos mercados e para merenda escolar, no valor de R$ 15,00 a caixa de 20 quilos, o que rendeu um total de R$ 5.400,00 para a família, nos meses de outubro a dezembro.

O engenheiro agrônomo da Empaer, Lucas da Silva Freire, explica que essa tecnologia facilita o cultivo e é uma ótima opção durante a colheita que não precisa agachar para colher os frutos, melhora a qualidade do produto, favorece o controle fitossanitário, tratos culturais e redução dos custos de mão de obra. “A olericultura promove renda para o produtor com o giro rápido da cultura e pode produzir o ano todo com o sistema de irrigação por gotejamento”, enfatiza Lucas.

A difusão da nova tecnologia foi apresentada em uma Demonstração de Métodos (DM), para 16 produtores rurais do Assentamento Mineira. De acordo com Freire, foi mostrado aos participantes o processo de preparo, seleção e plantio de mudas de maxixe, a importância em produzir mudas num ambiente protegido, preparo do solo, o momento certo do plantio, o tempo correto para transplantar as mudas, o porte ideal e outros. O evento foi realizado no dia 8 de fevereiro.

Conforme o engenheiro agrônomo Lucas, o sistema tutorado utiliza rede agrícola fixada em esticadores e escoras de madeira. Esse sistema de plantio evita prejuízos causados pelo pisoteio, danificando as ramas das plantas. Na propriedade a área de tutoramento possui 12 linhas espaçadas de 1,5 metros por 48 metros de comprimento que é igual a 864 metros quadrados, este sistema possibilita a produção no período das chuvas e o ano todo.O maxixe está na fase inicial e será colhido no final do mês de março.

Como produzir no sistema tutorado

O cultivo em sistema tutorado é um cultivo a céu aberto, onde as plantas crescem apoiadas em estacas de madeira ou bambu, apoiadas por arame, cordões ou fitas. Por este sistema, são cultivadas plantas de crescimento indeterminado ou semideterminado, para evitar que elas se desenvolvam em contato com a terra e, assim, sejam minimizados os problemas com doenças nas folhas e frutos.

No cultivo tutorado, as plantas podem ser conduzidas com uma ou duas hastes e todas as brotações laterais são eliminadas, e quando atinge o arame o broto terminal ou apical é também eliminado para possibilitar maior desenvolvimento dos frutos das peças superiores. Com esta operação o período de produção fica limitado a 50 – 60 dias.

As culturas que se utilizam desse sistema de produção são, normalmente, plantas rasteiras, cujos frutos são consumidos ao natural, como maxixe, pepino, maracujá, tomate, feijão-vagem, bucha vegetal, chuchu e outras.