Rondônia - 19 de novembro de 2018
Home / Notícias / Nordeste / Maranhão / Casos de dengue caem 74% no Maranhão – Maranhão

Casos de dengue caem 74% no Maranhão – Maranhão

imagem15-02-2018-19-02-43

imagem15-02-2018-19-02-46

Equipe do Programa Estadual da Dengue vistoria imóveis no Maiobão. (Foto: Francisco Campos)

Reportagem do jornal Folha de S.Paulo desta quinta-feira (15) mostra que o Maranhão teve queda de 74,5% no número de casos suspeitos de dengue nas primeiras semanas deste ano na comparação com o mesmo período de 2017.

A redução é mais acentuada que a verificada no Brasil todo, de 44%. No Maranhão, a queda foi de 271 para 69 casos suspeitos até a terceira semana de janeiro.

Alguns Estados tiveram aumento de casos, como São Paulo, cuja alta foi de 241%.

O Governo do Maranhão tem adotado desde 2015 uma série de ações para combater a dengue. O Programa Estadual de Controle da Dengue faz um trabalho intenso com as visitas de campo às residências, os carros-fumacê e todo o esforço educativo feito nas escolas e centros comunitários do Maranhão.

Tem havido também capacitações em municípios para mapear as principais áreas infestadas.

Cuidado de todos

A adoção de medidas preventivas e de combate ao mosquito transmissor devem ser de caráter permanente, tanto da parte do poder público como no dia a dia da população.

É sempre importante tampar as caixas d’água, manter as calhas limpas, lixeiras bem tampadas e limpar, semanalmente, os pratos de vasos de plantas com areia.

“Precisamos eliminar os focos do mosquito para evitar surtos das doenças por ele transmitidas. Isso é uma responsabilidade de todos. Precisamos unir forças para combater o Aedes, a ação mais efetiva é eliminar os focos”, diz o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Novas ações

Em janeiro, a Secretaria de Estado de Saúde lançou novas ações de imunização contra o Aedes Aegypti. As ações incluíram o envio de oito carros fumacê para combater o mosquito nas cidades de Barra do Corda, Pinheiro e Cururupu – destinos populares entre os foliões que viajam para curtir o carnaval no interior do Estado.

Também em janeiro, o Governo do Maranhão iniciou o monitoramento em prédios públicos na Região Metropolitana de São Luís.

“Estamos fazendo esse trabalho em colaboração com o município. Assumimos a inspeção de todos os prédios públicos estaduais e alguns federais. Dessa forma, estamos protegendo o trabalhador e a população que ali é atendida”, diz a superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças da SES, Maria das Graças Lírio.

A ideia é atuar de forma preventiva, identificando focos e orientando servidores para atuar de maneira adequada.
Anexos

Carros-fumacê combatem o aedes aegypti (Julyane Galvão)
Equipe do Programa Estadual da Dengue vistoria imóveis (Francisco Campos)

Comentários

Comentários