Home / Notícias / Esportes / Corinthians / Mesmo com cobrança coletiva após tropeço, Carille afirma que momento ainda permite erros

Mesmo com cobrança coletiva após tropeço, Carille afirma que momento ainda permite erros

Nesta quarta feira, o Timão sofreu sua terceira derrota no Paulista

Nesta quarta-feira, o Timão sofreu sua terceira derrota no Paulista

Foto: Larissa Lima/Meu Timão

Depois de ver o Corinthians ser superado por 1 a 0 pelo São Bento, na noite desta quarta-feira, o técnico Fábio Carille não escondeu seu descontentamento. Em entrevista coletiva, acontecida na Arena de Itaquera, que em seu primeiro duelo de 2018 somou um tropeço, o comandante alvinegro, entre algumas ressalvas, fez cobrança coletiva.

“Ruim para o sistema defensivo a partir do momento que o adversário só joga em cima do seu erro, de contra-ataques. Marquinhos Gabriel fez uma boa participação, finalizando a gol, mas no geral todos têm de melhorar bastante para termos um ano bom”, comentou o treinador.

A derrota, em confronto válido pela sétima rodada do Campeonato Paulista, já é a terceira da equipe corinthiana no torneio estadual – Ponte Preta e Santo André completam a lista. Apesar do revés, vale ressaltar, o time do Parque São Jorge segue na liderança isolada do Grupo A com 12 pontos ganhos.

Leia também: Gabriel fala grosso, cobra companheiros e mira clássico: ‘Pode ser divisor de águas’

Questionado acerca do cenário de maus resultados, Carille, que nesta ocasião completou 90 jogos à frente do Corinthians, afirmou não se surpreender. Depois de chamar a responsabilidade, o professor salientou que a circunstância, ainda considerada começo de trabalhos, é propícia a erros.

“Não, faz parte do futebol. Não fizemos por merecer, temos de ser justos. Temos de jogar mais, essa que é a verdade. Os atletas sabem que têm de jogar mais, é bom que está acontecendo num momento que ainda dá (para errar), para o quanto antes melhorar, trabalhar o que precisa trabalhar”, assegurou.

“Agora é fazer um bom jogo contra o Red Bull para ir com confiança para o clássico e, depois, já é o início da Libertadores. Graças a Deus o Campeonato Paulista nos dá essa condição”, finalizou.

Veja mais em:
Fábio Carille e Campeonato Paulista.