Rondônia - 16 de novembro de 2018
Home / Notícias / Política / Reguffe critica governo por não reajustar o limite de isenção do Imposto de Renda

Reguffe critica governo por não reajustar o limite de isenção do Imposto de Renda

O governo se aproveita que a população está atenta a outros temas para, mais uma vez, deixar de reajustar os limites de isenção da tabela de Imposto de Renda da Pessoa Física, disse nesta quinta-feira (15) em Plenário o senador Reguffe (sem partido-DF).

O parlamentar apresentou números do Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil (Sindifisco), segundo os quais a defasagem de reajuste entre 1996 a 2017 é de 88,4%. Com isso, o limite de isenção do Imposto de Renda hoje é de R$ 1.903,98. Se a tabela tivesse sido corrigida não pagaria esse tributo quem ganhasse até R$ 3.556,56.

Reguffe cobrou do Senado uma discussão mais ampla sobre o tema, porque a falta de correção da tabela do IR significa que a sociedade está pagando cada vez mais impostos.

— Isso é um aumento de impostos e de carga tributária de forma disfarçada. Quando não se corrige os limites de isenção da tabela de Imposto de Renda pela inflação, o que está se fazendo é aumentar a carga tributária real para a população.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)