Rondônia - 18 de dezembro de 2018
Home / Notícias / Norte / Acre / Governo e prefeitura organizam ações preventivas diante de transbordamento do Rio Acre « Acre

Governo e prefeitura organizam ações preventivas diante de transbordamento do Rio Acre « Acre

O governador Tião Viana, o prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre, e suas equipes técnicas, estiverem reunidos neste sábado, 17, na sala de situação do Corpo de Bombeiros, para organizar ações preventivas em torno do transbordamento do Rio Acre na capital acreana.

O nível de chuvas na Bacia do Rio Acre está muito acima da média esperada já para todo o mês, com a maior chuva registrada em Rio Branco na última terça-feira, que contabilizou 277 milímetros e fez todos os igarapés da cidade transbordar, atingindo 20 bairros.

Agora, com a descida da água das cabeceiras, principalmente no Alto Acre, o transbordamento entra em previsão dentro de três dias. Hoje o rio marca 12,97 metros. A cota de alerta é 13,50 metros.

“Há um acúmulo de água desde as cabeceiras em Assis Brasil, vindo para Rio Branco. Choveu demais, há uma saturação de solo, então há uma previsão de enchente que esperamos que seja a mais moderada possível, mas governo e prefeitura estão prontos com as equipes de Defesa Civil para fazer o melhor pelas pessoas que precisarem”, conta o governador Tião Viana.

Preparações de atendimento

imagem18-02-2018-02-02-38

Encontro ocorreu na sala de situação do Corpo de Bombeiros (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

O prefeito Marcus Alexandre informou que o Parque de Exposição já está sendo preparado para receber famílias atingidas pela cheia do rio. Mais de 100 boxes já foram construídos, além do apoio do Sistema de Segurança Pública para o local e uma unidade de saúde que estará pronta para atendimento já na segunda-feira.

“Nós vivemos uma semana muito difícil com as enxurradas dos igarapés e agora a elevação do Rio Acre já perto da cota de alerta. Estamos com as equipes do Estado e município fortalecidas e iremos dar respostas rápidas para a comunidade”, ressalta o prefeito.

Além de Rio Branco, a situação de cheia também é preocupante em Tarauacá, onde o rio que contorna a cidade já se encontra próximo da cota de transbordamento. O Corpo de Bombeiros monitora a região e se prepara para ações caso seja necessário.

Rio Madeira

O governo do Estado também continua com o monitoramento técnico do Rio Madeira. O governador Tião Viana já esteve reunido com a Agência Nacional de Águas (ANA) e diversos órgãos federais para também tomarem providências quanto a cheia do rio.

Nos próximos dias, o governo ajuizará uma ação contra a usina hidrelétrica de Jirau diante do não cumprimento das condicionantes do licenciamento, onde foi determinado pela ANA que a hidrelétrica elevasse as áreas alagadas da BR-364 em 1,5 metro, além dos graves prejuízos da cheia de 2014.

Na região do Abunã, o rio Madeira está com 21,17 metros. A cota não afeta o tráfego de veículos na BR 364 que segue normalizado.


thumb_up