Rondônia - 12 de dezembro de 2018
Home / Notícias / Sudeste / São Paulo / Prédio histórico da Secretaria de Esporte promove uma viagem ao passado | São Paulo

Prédio histórico da Secretaria de Esporte promove uma viagem ao passado | São Paulo

  • imagem18-02-2018-19-02-37
  • imagem18-02-2018-19-02-38
  • imagem18-02-2018-19-02-38
  • Download SP/ Divulgaçãoimagem18-02-2018-19-02-39Construção é da primeira metade do século 20
  • Download SP/ Divulgaçãoimagem18-02-2018-19-02-41Cofres foram feitos por uma empresa alemã
  • Download SP/ Divulgaçãoimagem18-02-2018-19-02-44Elementos históricos do prédio foram preservados

“A arquitetura deste lugar me chamou muito a atenção. A combinação de elementos de um tempo arquitetônico e de outro fez com que tudo se harmonizasse e ficasse muito belo”. Essa foi a definição da aluna da Escola Técnica Estadual, Maria Eduarda Raposo, de 16 anos, depois da visita monitorada no prédio histórico que abriga a Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude.

A construção localizada no coração de São Paulo, bem próximo à Bolsa de Valores de São Paulo, oferece ao visitante uma verdadeira viagem no tempo. Erguido na década de 1930 para abrigar o extinto Banco de São Paulo, o empreendimento preserva características arquitetônicas e detalhadas da época, sendo considerado um importante exemplar Art Déco.

“Vindo até aqui, eles conseguem vivenciar todo este processo histórico. Como foi construído, qual o papel da arquitetura, da arte… Você sai daquele ambiente do livro, aquela coisa fechada e mecânica”, explica Carlos Etério, professor de História da Etec Jorge Street, que visitou as dependências do prédio junto com seus alunos.

Não faltam elementos que aguçam a curiosidade. Os cofres, por exemplo, foram feitos pela empresa alemã Panzer, fabricante de tanques durante a Segunda Guerra Mundial.

“A antiga agência é revestida de granito, de mármore carrara, de peças de alabastros e ainda tem muitas pastilhas colocadas uma a uma. Você tem ousadias de detalhes e requintes em cada pedaço onde você olha”, explicou a historiadora Ivone Faddul Alves, responsável pela visita monitorada nas dependências do prédio histórico.

O projeto de visitação e exposição do antigo Banco de São Paulo é uma realização da SELJ, com entrada gratuita a todos os visitantes.

Sobre a construção

Projetado em 1935 pelo arquiteto Álvaro de Arruda Botelho e inaugurado em 1938, o edifício, tombado pelo Condephaat, mantém detalhes da época, como os cofres particulares preservados, pisos, revestimentos e elevadores.