Rondônia - 9 de dezembro de 2018
Home / Notícias / destaque / Corpo de Bombeiros alerta população sobre cuidados nas atividades em rios de forte correnteza em Rondônia

Corpo de Bombeiros alerta população sobre cuidados nas atividades em rios de forte correnteza em Rondônia

Nesta época de inverno amazônico, aumentam os riscos de afogamento em rios e o Corpo de Bombeiros Militar (CBM) alerta para os cuidados que as pessoas devem ter com as crianças, nas pescarias, nos passeios de barco e nas atividades esportivas realizadas com caiaque nas cachoeiras do estado.

Com relação as crianças, o capitão BM Odoni Savegnago explicou que os pais devem ter cuidados para que elas não se aproximem das margens dos rios sozinhas, principalmente neste momento que os rios estão com forte correnteza; se a pessoa for fazer passeio ou travessia de rios, deve usar colete salva-vidas quando estiver em embarcações ou barcos recreios; no caso dos passeios de caiaque, nunca se esquecer também do capacete.

imagem22-02-2018-06-02-19

Banhistas devem ter atenção e evitar locais com forte correnteza

“É muito importante que os passageiros, antes de embarcarem em alguma viagem pelos rios de Rondônia, fiquem atentos também em observar se às normas de segurança da Marinha do Brasil estão sendo cumpridas pelos donos das embarcações”, alertou o capitão BM Odoni Savegnago.

Outras orientações são para os moradores ribeirinhos, que devem manter as crianças bem distantes das áreas alagadas, uma vez que nesta época do ano as águas não são propícias para banhos e nem brincadeiras.

Com relação à prevenção de afogamentos, o alerta do Corpo de Bombeiros é o seguinte: se for observado uma pessoa que está com dificuldade de nadar, a primeira providência de quem está perto dela é lançar um objeto flutuante até a vítima ou uma corda; pedir para ela manter a calma e tentar flutuar usando técnicas básicas de mãos e pés e impulsionando o corpo para cima, bem como, controlar a respiração; de imediato pedir socorro de um adulto com habilidade, que saiba nadar e conhece o local; ou ligar no telefone 193.

“Nunca se aventurar a fazer resgate em águas rápidas, pois essa pessoa poderá ser outra vítima; nunca fazer busca de quem submergiu, tendo em vista que na maioria das vezes a dificuldade de visibilidade é grande”, destacou capitão BM Odoni Savegnago.

RESGATE

O sargento BM Frederico e o cabo BM Infante da Unidade do Corpo de Bombeiros do município de Candeias do Jamari foram os responsáveis pelo resgate de um pescador na cachoeira do rio Preto, realizado no último domingo (18).  Segundo eles, o pescador foi imprudente, ele estava numa área de risco, colocando a vida dele em perigo.

Os bombeiros foram acionados pela Polícia Militar e o sargento Frederico relatou que o pescador escorregou nas pedras do local e teve a sorte de emergir e descer na corredeira e pegar em galhos que estavam numa ilha no meio da descida da cachoeira. Como o pescador estava acompanhado de um amigo, a solicitação de socorro foi feita imediatamente e a ajuda chegou em menos de 40 minutos devido à distância.

Na hora do resgate, os bombeiros procuraram um local mais próximo da vítima e usaram um cabo guia para ajudar no transporte, o sargento Frederico acessou a ilha através de nado, conversou com o pescador, verificou se ele estava em condições de ser transportado e voltou para as margens do rio para pegar uma boia e na segunda tentativa ancorou ele na boia e conseguiu fazer o resgate.

“Numa situação dessas, a primeira iniciativa é manter a calma, procurar um abrigo seguro e tentar pedir socorro. Nunca se aventurar em se salvar sozinho”, alertou o sargento do Corpo de Bombeiros, acrescentando que quem tem o hábito de pescar deve se manter em local seguro, nunca esquecer o colete salva vidas, não ingerir bebidas alcoólicas, estar acompanhado de outras pessoas, não se aventurar em locais de risco, principalmente nos que tem histórico de acidentes, como é o caso da cachoeira do rio Preto.

Leia mais:
 Bombeiros alertam banhistas para cuidados em rios e balneários de Porto Velho