Rondônia - 23 de junho de 2018
Home / Notícias / Álvaro Dias se diz vítima de “armação descabida”

Álvaro Dias se diz vítima de “armação descabida”

O Estadão questionou Álvaro Dias sobre a notícia da Veja de que a Polícia Federal obteve cópia de e-mail de Samir Assad para a Odebrecht no qual o empresário teria afirmado que o senador pediu R$ 5 milhões para enterrar a CPI que apurava as atividades do empresário Carlinhos Cachoeira, em 2012.

O presidenciável do Podemos respondeu:

“É uma armação descabida porque, para quem acompanhou o meu desempenho nessa CPI, isso soa como uma vingança. Porque na verdade fui eu que criei os problemas todos, encaminhei para a PF, inclusive, um relatório bastante robusto mostrando os caminhos das pedras, de onde saiu o dinheiro, para onde ia, as empresas laranjas, que eram criadas inclusive por esse cidadão, que não me lembro de ter visto. Teve uma matéria da Veja anterior à CPI em que interpelei judicialmente o (empresário Fernando) Cavendish (ex-dono da Delta Construções) porque ele disse de forma totalmente irresponsável que ele comprava senadores e eu pedi que ele dissesse quem eram os senadores.”

O Antagonista reproduz a mensagem original de Samir Assad, sem ilações:

“Luis,

A Andrade já aceitou contribuir com 30 mm para ‘cortar’ o assunto.

O problema é que não é suficiente… porque o Alicate (Álvaro Dias) ficou por nossa conta.

Além de vocês, a UTC também está ajudando, porém para ele parar de bater no meu irmão nesse assunto ele pediu mais 5 mm.

Segue a planilha (Alicate) anexa. Veja como completar esta contribuição por favor.

Abs,

Samir Assad”