Rondônia - 21 de junho de 2018
Home / Notícias / Esportes / Corinthians / Gabriel diz que pode jogar com Ralf e aposta em frieza do Corinthians nos mata-matas

Gabriel diz que pode jogar com Ralf e aposta em frieza do Corinthians nos mata-matas

350
visualizações

9 comentários


Comunicar erro

Gabriel analisou a possibilidade de entrar em campo junto com Ralf pelo Corinthians

Gabriel analisou a possibilidade de entrar em campo junto com Ralf pelo Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Desde o retorno de Ralf ao Corinthians, após dois anos no futebol da China, muito tem se questionado sobre a possibilidade de o volante Gabriel deixar seu posto de titular para o veterano na escalação do técnico Fábio Carille. O camisa 5, no entanto, aposta na possibilidade de os dois volantes jogarem juntos, conforme o desejo do treinador em determinadas partidas.

“Eu, particularmente, estou muito feliz de ele (Ralf) estar de volta, podendo ajudar e reforçar ainda mais o elenco durante a temporada. Depende da formação do Carille, tem jogo que ele vai usar uma equipe mais resguardada e retraída. Ele (Carille) pode jogar comigo e com o Ralf, acho que comigo saindo mais para o jogo, como segundo volante. […] Para mim, não vejo problema, mas nosso grupo tem muitos jogadores que podem fazer mais de uma função. Isso dá um leque de opções muito grande para o Carille, para ele saber o que pode usar de melhor na próxima partida”, disse Gabriel ao SporTV.

A posição de segundo volante foi explorada por Gabriel no último domingo, durante o duelo contra o Botafogo-SP, pela rodada final da primeira fase do Campeonato Paulista. O camisa 5 marcou o segundo gol da vitória de 2 a 0 do Timão sobre a equipe do interior, após um lance de infiltração, característico da função mais ofensiva. Fugindo do arquétipo de “volante goleador”, o jogador garantiu que tem total liberdade para atacar na formação de Fábio Carille e ressaltou a multifuncionalidade do elenco alvinegro.

Leia também:Elogio, cobrança e esperança: Romero e Lucca despertam impressões distintas de Carille Em semana de campanha contra xenofobia, dupla do Corinthians é convocada pelo Paraguai Corinthians tem um jogador convocado por Tite para a Seleção Brasileira; veja lista

“Acho que o Corinthians tem muito disso. Eu tenho a liberdade de chegar à frente, o Carille me dá isso. Mas sendo o Corinthians um time muito organizado, cada um busca fazer o melhor em sua função (…) Acho que o Corinthians, entre as equipes brasileiras, é a que menos dá contra-ataque para as equipes adversárias. Isto não vem só do Carille, vem de uma mentalidade antiga já de dez, nove anos atrás. Todo mundo busca fazer sua função bem feita, mas com total liberdade para chegar à frente, porque se eu atacar outro vai fazer minha função. Então estou muito feliz e muito bem adaptado nessa função”, analisou.

Já focando no duelo contra o venezuelano Deportiva Lara, pela fase de grupos da Copa Libertadores da América, na próxima quarta-feira, Gabriel deu a “receita” para um bom desempenho do Corinthians em duelos mata-matas. Para o volante, a equipe precisa manter a cabeça no lugar e explorar sua organização defensiva diante dos adversários.

Acho que o time ser frio, como o Corinthians é frio em campo. Saber lidar sob pressão, se você tomar um gol não pode perder sua organização para tentar reverter a situação. O Corinthians quando foi campeão da Libertadores em 2012 tomou quatro gols. Uma consistência defensiva nessas competições mata-matas também é muito importante, e nossa equipe é difícil de não fazer gols”, afirmou.

Leia também: Com presença de poupados, Corinthians inicia preparação para duelo pela Libertadores

“Outros atletas de outras equipes já me falaram que a equipe do Corinthians é uma das mais difíceis para se jogar contra. Acho que é justamente por isso, pela nossa organização e consistência defensiva. Tenho certeza que lá na frente, a equipe vai se entrosando ainda mais. Já passou o processo de início de temporada, não tem mais essa desculpa que está se conhecendo, a equipe já se encontrou e sabe o que tem que fazer e tem que fazer bem”, finalizou.

Corinthians e Deportivo Lara, da Venezuela, se enfrentam pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores da América nesta quarta-feira. A partida será realizada às 21h45 (de Brasília), naquele que será o primeiro jogo do torneio sul-americano na Arena, em Itaquera, nesta temporada.

Veja mais em:
Gabriel, Ralf, Libertadores da América e Campeonato Paulista.