Rondônia - 25 de setembro de 2018
Home / Notícias / Brasil / Prédio do Sebrae vence em duas categorias do Breeam Awards 2018

Prédio do Sebrae vence em duas categorias do Breeam Awards 2018

O prédio brasileiro do Centro Sebrae de Sustentabilidade (CSS) conquistou dois troféus no prêmio mundial de construções sustentáveis, o Breeam Awards 2018: melhor edificação sustentável na categoria Novas Construções em Uso da América; e melhor prédio sustentável da premiação, eleito pelo voto popular digital. O projeto arquitetônico do Centro foi baseado na sabedoria e conhecimento ancestrais dos povos do Xingu. A proposta é de autoria de José Afonso Botura Portocarrero, arquiteto, professor da Universidade Federal de Mato Grosso e Doutor em habitações indígenas brasileiras.

A solenidade de entrega do prêmio ocorreu no último dia 6, no London’s Excel Centre, em Londres. A etapa final da premiação integrou a programação do Ecobuild 2018, o maior evento de construção sustentável do mercado mundial, realizado pela Building Research Establishment (BRE). Esta instituição britânica, fundada em 1921, é também responsável pelo selo Breeam, a mais antiga premiação de sustentabilidade do mundo, criada em 1990, que está presente em mais de 50 países e já certificou mais de 250 mil prédios de diversos países e vários continentes, entre novos e antigos.

Eliane Chaves, diretora técnica do Sebrae MT, Suênia Sousa, gerente do CSS, e o arquiteto Portocarrero representaram o Centro na solenidade. “Estes dois troféus representam o reconhecimento internacional ao nosso trabalho, ao nosso compromisso com a vida e ao nosso respeito aos povos ancestrais da América. É uma demonstração inequívoca sobre o que o Sebrae faz e sua capacidade de transformar o país. Esta conquista sinaliza que estamos no rumo certo e que a sustentabilidade é um caminho sem volta para todos, empresários, empreendedores, cidadãos e consumidores”, declara José Guilherme Barbosa Ribeiro, idealizador do Centro e diretor-superintendente do Sebrae MT.

Para o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, a conquista do prêmio reforça o compromisso da entidade pela busca e aplicação de boas práticas sustentáveis nos negócios, e nesse caso, na construção civil. “As soluções que desenvolvemos no Centro Sebrae de Sustentabilidade são reconhecidas pelos empresários como inovadoras para as suas empresas e, agora, temos um prédio que é reconhecido pelo diferencial estrutural e de redução de custos”, explica Afif.

O que é o CSSO CSS é a unidade de referência nacional do Sistema Sebrae em sustentabilidade e está localizado junto ao Sebrae MT, em Cuiabá (MT). Sua missão é produzir e distribuir conhecimento para todas as unidades do Sistema Sebrae, visando o atendimento de empresários e empreendedores em sustentabilidade.

Todas as ações do Centro objetivam estimular o ingresso dos pequenos negócios (98,5% das empresas brasileiras são micro e pequenas), o quanto antes, na chamada “nova economia” ou “economia de transição”, que considera a sustentabilidade um dos eixos fundamentais, valorizando o equilíbrio entre os resultados econômicos, ambientais, sociais e culturais das atividades empresariais.

O objetivo de todas as ações do CSS é estimular o ingresso e a participação dos pequenos negócios, o quanto antes, na chamada ‘economia de transição’ ou ‘nova economia’, que considera o conceito de sustentabilidade como um dos eixos fundamentais, valorizando os resultados econômicos, como também, os objetivos ambientais, sociais e culturais das atividades empresariais.

LaboratórioO prédio do Centro é um laboratório vivo de boas práticas da construção sustentável, inaugurado em maio de 2011, possui formato ogival como as casas xinguanas, exemplares em termos de arquitetura bioclimática e vernacular.

A edificação foi construída em concreto aparente, fachadas de vidro e possui vantagens e benefícios como: conforto térmico; aproveitamento máximo de luz natural; cobertura em duas cascas, que permite a refrigeração interna do prédio e a coleta de água de chuva – depois de filtrada é estocada para o uso na irrigação de jardim, lavagem de pisos e banheiros, etc.

Na área posterior ao prédio, há uma estação de vermicompostagem que recebe resíduos orgânicos da lanchonete e poda de árvores e plantas. O jardim do CSS é integrado por espécies dos biomas presentes em Mato Grosso: Cerrado, Pantanal e Floresta Amazônica.

Dez estações interativas contam com conteúdos sobre vários temas (resíduos, agua, energia, consumo, etc), que fazem parte das visitas guiadas aos visitantes, que devem ser agendadas com antecedência.