Rondônia - 25 de junho de 2018
Home / Notícias / Esportes / Flamengo / Rhodolfo: “Temos que ir pensando em vencer”

Rhodolfo: “Temos que ir pensando em vencer”

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Antes da delegação rubro-negra seguir viagem para o Equador, onde será disputado o segundo compromisso do Mais Querido pela Conmebol Libertadores, contra o Emelec, Rhodolfo concedeu entrevista coletiva na Sala de Imprensa Victorino Chermont, no Ninho do Urubu. O zagueiro falou aos jornalistas após a atividade tática que deu sequência à preparação.Quem sente o orgulho de ser sócio-torcedor faz o time mais forte e tem mais Flamengo sempre: descontos em ingressos e no pay-per-view, vídeos exclusivos para ficar por dentro, vantagens nas lojas oficiais para ter o Manto e outros produtos e muito mais. Clique e faça sua adesão agora!Cotado para substituir o capitão Réver, diagnosticado com um edema ósseo e fora da lista de relacionados para a partida, o camisa 44 comentou acerca dessa ausência na equipe.”Conversei com o Réver durante a semana e ele estava reclamando de dores. Ele é muito importante para o grupo, nosso capitão”, disse Rhodolfo, comentando sobre a boa fase vivida com o Manto Sagrado. “Venho jogando bem nas partidas, meu entrosamento com o Juan tem sido bom. Será um jogo importante, fora de casa. Temos que ir pensando em vencer. Os outros times do nosso grupo também empataram. A viagem é desgastante, mas vamos focados em fazer um bom jogo”, completou.Tendo somado um ponto no empate em casapor 2 a 2 diante dos argentinos do River Plate na estreia, uma vitória em Guayaquil ganharia ainda mais importância para as pretensões dos comandados de Paulo César Carpegiani na competição.Com o objetivo de voltar com os três pontos na bagagem, o zagueiro comentou sobre as expectativas elevadas da Nação e suas ambições defendendo o Rubro-Negro.”Jogar no Flamengo tem uma pressão diferente de outros times que já atuei. É uma torcida apaixonada, a maior torcida do Brasil, então é normal essa cobrança. Quero ser campeão aqui, ainda mais da Libertadores, que é uma competição muito importante. Nosso foco tem que ser pensar na vitória e em nossa evolução para, lá na frente, colhermos os frutos”, projetou.Carpegiani tem aprimorado a parte tática da equipe durante os treinamentos no Ninho do Urubu, além da grande atenção que volta também ao aspecto técnico. Rhodolfo aprova o trabalho realizado pelo comandante, ressaltando o crescimento do elenco absorvendo os conhecimentos transmitidos pelo experiente treinador.”Desde quando ele chegou nosso time evoluiu bastante, falando pelo sistema defensivo. A equipe que vem jogando tomou poucos gols. Estamos atuando de forma consistente. O time está no caminho certo, o professor está passando o que ele quer e aos poucos estamos pegando um pouco do trabalho dele. Acho que faremos um bom jogo no Equador”, afirmou o zagueiro.A partida contra o Emelec será disputada nessa quarta-feira (14), com bola rolando a partir das 21:45h no horário de Brasília.Confira outros trechos da entrevista de Rhodolfo:Última campanhaAcompanhei alguns jogos do Flamengo. Não conseguiu ganhar fora de casa e nessa competição não se pode perder. Se não der para vencer, às vezes o empate é um bom resultado. Sabemos o quão difícil é uma competição como a Libertadores, mas o Flamengo vai a todos os lugares pensando sempre em vencer.Estádio vazio na estreiaInfelizmente sofremos o empate em casa, mas sentimos falta do nosso torcedor. Já joguei muitas vezes contra o Flamengo e eles fazem a diferença. É estranho jogar sem torcida, sem a diferença que ela faz. Amanhã faremos alguns ajustes com o professor e ele também nos passará mais informações sobre o adversário.Boas performancesAcho que esse ano comecei muito bem, mantendo o nível da equipe elevado. Estamos muito bem servidos de zagueiros e qualquer um que entrar dará conta do recado.Adversário de quarta-feiraPensar no nosso trabalho primeiro. Também temos jogadores de qualidade no nosso time com os quais eles precisarão se preocupar. Já estudamos algumas coisas da equipe adversária. É muito boa, de qualidade, com jogadores de velocidade. Ficamos aqui e trabalhamos forte para fazermos um bom jogo.Variações táticas com ArãoCaracterísticas diferentes. Se o Arão entra no time, ficamos mais defensivos, com mais ajuda na marcação. Temos uma equipe muito técnica na frente, com muita qualidade. Precisamos saber jogar com isso e ajudarmos uns aos outros para podermos evoluir. Carpegiani conversa muito com os atletas pra ajustar a marcação, tanto atrás quanto na frente. Temos certeza de que daremos muitas alegrias.