Rondônia - 21 de setembro de 2018
Home / Notícias / Esportes / Corinthians / Revanche do 7 a 1? Vaga na Copa? Desfalcar Corinthians? Fagner fala pós-convocação

Revanche do 7 a 1? Vaga na Copa? Desfalcar Corinthians? Fagner fala pós-convocação

2.8 mil
visualizações

31 comentários


Comunicar erro

Fagner concedeu entrevista nesta segunda feira no CT do Corinthians

Fagner concedeu entrevista nesta segunda-feira no CT do Corinthians

Foto: Divulgação

O Corinthians venceu o Botafogo-SP no último domingo pelo Paulistão e enfrenta o Deportivo Lara nesta quarta pela Libertadores. E praticamente nada disso foi citado na entrevista coletiva desta segunda no CT Joaquim Grava. O motivo? A convocação do lateral Fagner para a Seleção Brasileira, principal assunto do dia no centro de treinamento do Timão.

Chamado pelo técnico Tite para os amistosos contra Rússia, no dia 23 de março, e Alemanha, no dia 27, Fagner respondeu a vários questionamentos relacionados à convocação – a última antes da divulgação da lista final para a Copa do Mundo de 2018.

No que diz respeito ao reencontro da Seleção Brasileira com a Alemanha após o “passeio” na última edição da Copa do Mundo, o corinthiano negou espírito de revanche. A derrota de 7 a 1 na semifinal daquele Mundial não será apagada, segundo Fagner.

“Futebol é muito dinâmico, cada jogo tem uma história diferente. Independente do que acontecer nos próximos 20 anos, não vai apagar o que aconteceu. A Seleção se reergueu. Agora é procurar fazer um grande jogo para a Seleção chegar bem no Mundial”, disse.

De olho na Copa do Mundo da Rússia, Fagner admitiu que ser convocado no próximo mês de maio seria a realização de um sonho de infância. Ele também falou sobre a situação de Cássio, que vinha sendo chamado por Tite e ficou fora da lista desta segunda-feira.

“Essa não é a última lista, só em maio é a definitiva. Cássio vai continuar trabalhando, tem chance de estar lá por tudo o que faz. Tem de se cercar das pessoas que ama e seguir trabalhando. Ele tem condições de estar na lista final”, declarou.

“Todo sonho de criança é virar jogador e vestir a camisa da Seleção. Poder ir numa Copa do Mundo é uma gratificação grande que marca a carreira. Espero estar na lista em maio para realizar esse sonho”, completou.

Por fim, Fagner não pôde fugir dos questionamentos acerca dos jogos em que desfalcará o Corinthians por conta da convocação. O lateral destacou a importância de estar presente nos amistosos contra Alemanha e Rússia e mostrou confiança em Guilherme Mantuan para substitui-lo quando necessário – a exemplo do que aconteceu nesse último domingo.

“Importante estar nestes últimos amistosos. A gente sabe que não tem nada definido, só em maio mesmo. Importante trabalhar com eles, vivenciar esses dias, ter oportunidade. Fazendo um bom trabalho lá as coisas podem ficar mais próximas. Pelo outro lado, a gente sabe que vou perder jogos aqui. Fico triste por não estar presente, mas sei que o Mantuan vai entrar bem, como fez no fim de semana. Temos condições de ir longe, vou estar torcendo”, disse.

“Vai depender muito da logística, de horário de jogo. Vamos ver como vou me sentir na volta”, completou, se referindo a uma provável participação do Corinthians nas semifinais do Campeonato Paulista – ele deve também ser baixa no jogo de volta das quartas de final, contra o Bragantino.

Veja mais em:
Fagner, Corinthianos na Seleção e Campeonato Paulista.