Rondônia - 15 de dezembro de 2018
Home / Notícias / Nordeste / Maranhão / Governo promove seminário sobre saúde mental no Sistema Penitenciário do Maranhão – Maranhão

Governo promove seminário sobre saúde mental no Sistema Penitenciário do Maranhão – Maranhão

imagem14-03-2018-18-03-16

imagem14-03-2018-18-03-21

O seminário foi destinado aos servidores do sistema prisional. (Foto: Clayton Monteles)

A saúde mental no Sistema Penitenciário do Maranhão foi tema de seminário realizado, nesta terça-feira (13), pelo Governo do Estado, por meio das secretarias de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) e de Saúde (SES). A iniciativa contou com a parceria do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA).

O seminário, que ocorreu no auditório da Academia de Gestão Penitenciária (AGPEN), localizada no Outeiro da Cruz, foi destinado aos servidores do sistema prisional, da SES e, também, da equipe do TJ-MA que acompanha pessoas com transtorno mental em conflito com a lei.

A proposta do evento, que aconteceu pela manhã e tarde, foi para alinhar as ações de trabalho para atender, de forma mais eficaz, as Pessoas Privadas de Liberdade (PPLs) com suspeita de transtorno mental e/ou que já têm o distúrbio confirmado por laudos médicos atestados ao sistema prisional.

Na abertura do seminário, o gestor de Atendimento e Humanização Penitenciária (UGAHP) da SEAP, Rafael Moura, falou sobre as ações de saúde mental realizadas nas unidades prisionais situadas na Região Metropolitana de São Luís. Hoje, já são quatro núcleos de saúde, dois deles no Complexo Penitenciário São Luís.

“Esses núcleos são compostos por uma equipe de médicos, enfermeiros e técnicos, que atendem, diariamente, cerca de 60 internos do sistema prisional. Além disso, temos equipes de especialistas em psicologia que prestam assistência aos dependentes químicos, por meio do Projeto Nova Vida, que já atende 10 unidades prisionais da capital São Luís”, disse Moura.

A supervisora de Saúde da SEAP, Iolice Ribeiro, ministrou palestra sobre os cuidados oferecidos aos internos com distúrbios mentais. O momento teve continuidade com a palestra “Interface Saúde e Justiça”, ministrada pelo juiz titular da 2° Vara de Execuções Criminais e Penais Alternativas, Fernando Mendonça.

Comentários

Comentários