Rondônia - 22 de setembro de 2018
Home / Notícias / Política / Temos que investir mais em prevenção do que em tratamento, diz ministro da Saúde

Temos que investir mais em prevenção do que em tratamento, diz ministro da Saúde

O governo federal investiu quase R$ 127 bilhões em saúde pública no ano passado. Foram cerca de R$ 10 bilhões a mais do que em 2016. Atualmente 150 milhões de brasileiros dependem do Sistema Único de Saúde, o SUS. Essas foram algumas das informações prestadas pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, à Comissão Mista de Planos,  Orçamentos Públicos e Fiscalização, em audiência pública nesta terça-feira (13).

O chefe da pasta disse também que o Ministério tem se pautado por eficiência e transparência. Para tanto, há, por exemplo, revisões de contratos com a consequente queda nos preços. Outra medida, segundo Ricardo Barros, é um gasto maior na prevenção às doenças.

– Quanto mais nós investirmos em promoção e prevenção de saúde, menos gastaremos com o atendimento das pessoas. Então faremos o círculo virtuoso da saúde que hoje não é o modelo que o SUS estabelece – disse.

O presidente da Comissão Mista de Orçamento, senador Dário Berger (PMDB-SC), reforçou a importância de os gestores do Sistema Único de Saúde prestarem contas ao Poder Legislativo.

– Eu também fui prefeito durante muitos anos e agora sou senador. Já participei de muitas audiências públicas. A audiência pública que Vossa Excelência participa sempre foi a mais concorrida e a mais prestigiada – afirmou.

O ministro, bem como os demais gestores do SUS, é obrigado, por lei, a apresentar ao Poder Legislativo, três vezes ao ano, um relatório de como foi gasto o dinheiro do orçamento para a saúde.

Da Rádio Senado

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)