Rondônia - 22 de Abril de 2018
Home / Notícias / Norte / Rondônia / Ministro da Saúde recebe demandas para a conclusão do Hospital de Guajará-Mirim e expansão do Hospital de Amor da Amazônia, em Porto Velho

Ministro da Saúde recebe demandas para a conclusão do Hospital de Guajará-Mirim e expansão do Hospital de Amor da Amazônia, em Porto Velho

imagem16-04-2018-20-04-17A audiência entre o governador Daniel Pereira, o ministro da saúde, Gilberto Occhi, o senador Raupp e a deputada federal Marinha Raupp e o presidente da Assembleia Legislativa (ALE-RO), Maurão de Carvalho, na última sexta-feira (13), em Brasília, se pautou principalmente no Hospital de Guajará-Mirim, que está com 90% da obra concluída e tem atrasado seu calendário de obras desde 2011.

O governador Daniel Pereira disse que os materiais necessários para inaugurar o hospital já foram comprados, só que ele ainda não esta pronto. Daniel falou ao ministro que intervenha junto à Caixa Econômica para que os recursos destinados ao pagamento da mão de obra da empresa que esta tocando a obra seja repassado ao Rondônia.

A deputada Marinha Raupp relatou que teve a oportunidade de colocar recursos para a construção do Hospital, e agora tem a oportunidade de atar com 100% da unidade hospitalar, com seus equipamentos comprados. “Solicitamos a liberação do recurso final para a conclusão de obra”,  afirmou a parlamentar.

Tratamento do câncer

Hospital do Amor da Amazônia inaugurado no ano passado  é administrado pela Fundação Pio XII, presidido pelo Dr. Henrique Prata. Sua construção é resultado de um trabalho feito com doações de empresários com  leilões, e o Estado de Rondônia é um dos parceiros que mais contribuem. De acordo com Daniel Pereira, o governo coloca hoje aproximadamente R$ 2 milhões mensalmente, e permite o tratamento da maioria dos casos de câncer em Rondônia.

A Deputada Marinha Raupp solicitou ao ministro a expansão da unidade, que já foi aprovada pelo comitê, o plano de expansão de radioterapia. Segundo a parlamentar, o acelerador é um equipamento necessário para o tratamento de câncer e o ministro garantiu que esse equipamento será entregue no hospital do Amor da Amazônia.

A preocupação do governador é quando entrar em funcionamento toda a estrutura do hospital. Segundo ele, o custo vai ficar muito elevado, principalmente pelo fato de que lá não se trata somente os pacientes de Rondônia.  Daniel afirmou que quer atender bem todos os irmãos amazônidas, mas o Estado de Rondônia não tem recurso para atendê-los de forma satisfatória. “Ali tem pacientes do Acre, Roraima, Amazonas, Amapá, Mato Grosso e até da Bolívia, exceto os bolivianos, que é por uma questão humanitária, os estados brasileiros, nós queremos fazer uma discussão, ou o Ministério aumenta o repasse para o estado de Rondônia ou faz o compartilhamento com esses estados”, concluiu o governador.

noticias doidas