Rondônia - 22 de julho de 2018
Home / Notícias / Centro-Oeste / Mato Grosso / Moradores vibram com pavimentação do Coxipó do Ouro e apostam em futuro melhor

Moradores vibram com pavimentação do Coxipó do Ouro e apostam em futuro melhor

O início da obra de pavimentação da rodovia MT-402, que leva ao distrito do Coxipó do Ouro, animou aos moradores da histórica comunidade que deu origem à colonização da capital Cuiabá, que neste ano completou 299 anos. Mesmo entre os mais antigos, que sofreram com as condições da estrada no passado, o sentimento é de um futuro melhor. 

“Eu nunca perdi a esperança de ver esta estrada do Coxipó do Ouro asfaltada. Nasci aqui e sempre que posso volto para rever meus parentes e amigos. Aqui é o berço da nossa Cuiabá. O início desta obra era tudo que a gente queria. Finalmente um Governo do Estado tem olhado com carinho para nós”, afirmou o aposentado Gloracy Alves de Assunção, de 69 anos, que estava passeando na comunidade com amigos e familiares, na ocasião do lançamento da obra. 

No último domingo (15.04), para um público de mais de 300 pessoas, o governador Pedro Taques e o secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo Duarte, autorizaram o começo da obra de pavimentação de 8.6 km, no trecho entre a Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), a popular Estrada da Chapada, e o distrito. Neste momento estão sendo feitos os serviços topográficos. Ao todo, serão investidos R$ 8,7 milhões na obra que será executada pela Sinfra.

A obra de pavimentação vai além do simples asfalto. Vai facilitar o acesso ao distrito, trazer o progresso, estimular o turismo e melhorar a vida dos moradores. O trade turístico já se movimenta para impulsionar a região, que hoje basicamente recebe turistas aos fins de semana. Com a obra, especialistas consideram que, assim como a cidade de Chapada dos Guimarães que cresceu com o asfalto, o Coxipó do Ouro poderá entrar em um ciclo virtuoso de desenvolvimento. 

imagem16-04-2018-21-04-14

“Estamos trabalhando com muita disposição para finalizarmos esta obra ainda em 2018. Tudo isso porque sabemos que o distrito poderá crescer de forma considerada com o asfaltamento e os turistas vão passar a se interessar mais sobre a nossa história”, afirmou o secretário Marcelo Duarte. 

Dentre os moradores, o sentimento também é de vitória. “É a melhor coisa que poderia acontecer para a gente ‘xômano’ (sinônimo de amigo, na linguagem popular cuiabana)”, disse o agricultor Admilson da Costa, de 39 anos, que vive na comunidade desde que nasceu e aproveitou o domingo pra passear com a esposa. “Vai melhorar a vida da gente, acabar com a poeira e facilitar na ‘época das águas’ para a gente transportar os nossos produtos da roça de mandioca e milho”, comemorou.