Rondônia - 15 de outubro de 2018
Home / Notícias / Norte / Rondônia / Lideranças indígenas de Cacoal reivindicam equipamentos para beneficiamento de castanha do Brasil

Lideranças indígenas de Cacoal reivindicam equipamentos para beneficiamento de castanha do Brasil

Lideranças indígenas representantes de comunidades dos povos Suruí e Gavião participaram na manhã desta quarta-feira, 18, de reunião na Secretaria de Estado da Agricultura para encaminhar pedidos de equipamentos para beneficiamento de Castanha do Brasil, além de tratores, caminhões e equipamentos para serviços da lavoura, provenientes de emendas parlamentares.

Acompanhados pelo representante da Fundação Nacional do Indio (Funai) de Cacoal, Paulo Ricardo Prado; do representante dos povos indígenas na Secretaria de Desenvolvimento Ambiental (Sedam), Heliton Gavião; do presidente da Cooperativa Paiter Suruí, Henrique Zabodoy Suruí e demais lideranças, foram recebidos pelos secretários da Seagri, José Paulo Gonçales e Eloísa Bertoletti.

imagem18-04-2018-19-04-17

Henrique Suruí destaca trabalho agrícola da comunidade

Na ocasião, Ricardo Prado destacou o crédito que deve existir no potencial que as comunidades indígenas têm a oferecer ao país, explicando que as lideranças estão buscando recursos de emendas parlamentares para apoio a equipamentos que facilitem o trabalho rural. São comunidades agricultoras residentes na região de Cacoal, Espigão, Rondolândia e Ministro Andreazza, com cerca de quatro mil indígenas que plantam café e atuam na coleta de castanha, com um potencial de colheita de 250 toneladas nesta safra somente pelo povo Suruí e Cinta Larga.

Conforme havia sido tratado noutra oportunidade com os representantes indígenas, a Seagri já adquiriu um equipamento para beneficiamento de castanhas para ser repassado à comunidade indígena, que deve ser entregue em cerca de 45 dias.  Para conhecer a funcionalidade do equipamento, eles se deslocarão ao município de Seringueiras onde o governo de Rondônia está destinando um equipamento similar que servirá como projeto piloto para as comunidades tradicionais no beneficiamento de castanha.

De acordo com a assessora Mary Braganhol, que havia recebido as lideranças no mês passado, é provável que no início do mês de maio o governador Daniel Pereira inaugure o equipamento para beneficiamento de castanhas que está sendo implantado no município de Seringueiras, que é  dotado de auto-clave, secador e esteira classificadora. A embaladeira a vácuo, segundo ela, foi adquirida pela prefeitura de Seringueiras para compor o conjunto de equipamentos.

O secretário José Paulo Gonçales também determinou, na ocasião, a vistoria do local onde os equipamentos serão instalados, que deve estar em acordo com as normas sanitárias. Para isso, já ficou designada uma visita pelo arquiteto e médico veterinário da Seagri, que irão verificar na localidade de Riozinho, em Cacoal, as condições para a instalação satisfatória dos equipamentos, que terão também assistência técnica e capacitação para a utilização pela empresa fornecedora.

imagem18-04-2018-19-04-21

Dirigentes da Seagri recebem lideranças indígenas de Cacoal

A participação dos indígenas no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) também foi discutida quando o diretor de Produção da Cooperativa Paiter, Gaami Anine Surui disse que eles se reuniram em cooperativa para organizar a produção e a venda mas, que, porém, hoje tem perdido produção, a exemplo da banana. Por isso, pediu sobre a possibilidade de aumento da cota de participação no programa que adquire produtos da agricultura familiar.

O presidente da Coopaiter, Henrique Surui também destacou a comunidade como grande produtora de café, ao que foi abordado pelo pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Enrique Alves, sobre a necessidade de se alcançar melhoria da qualidade do produto que, segundo ele, pelas características de local, produção e qualidade poderá se tornar numa ferramenta valiosa de mercado para os povos indígenas. Eles também foram convidados a participar de seminário sobre a melhoria da qualidade do café que estará sendo realizado ainda nesta semana na Capital.