Rondônia - 27 de Maio de 2018
Home / Notícias / Política / Paulo Rocha quer política de combate ao trabalho escravo

Paulo Rocha quer política de combate ao trabalho escravo

O senador Paulo Rocha (PT-PA) defendeu a criação de uma política de combate ao trabalho escravo no Brasil. Segundo ele, nos últimos cinco anos, cerca de 50 mil trabalhadores brasileiros se acharam nessa situação, dos quais, 80%, em condições degradantes.

Paulo Rocha disse ser imprescindível a atualização e a divulgação da chamada “lista suja dos empregadores”, aqueles que submetem seus funcionários a condições análogas às de escravidão. E criticou o presidente da República, Michel Temer, por ter tentado, segundo o senador, impedir a publicação periódica desses dados, por meio da Portaria do Ministério do Trabalho 1.129, de 2017.

Para Paulo Rocha, a medida atendeu a interesses de parlamentares, em troca de votos para livrar o presidente das denúncias de obstrução de Justiça e organização criminosa.

— Eles querem menos investigação, menos divulgação dos atos contra os direitos humanos. A elite tem esse interesse de esconder o mundo real em que se encontra o nosso país.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)