fbpx
24 C
Porto Velho
terça-feira, 07 julho 2020, 01:06
Site de apostas
Site de apostas

QUALIFICAÇÃO | Polícia Militar entrega certificado de encerramento do VI Curso de Operações Especiais | RORAIMA

Encerramento do VI Curso de Operacoes Especiais (7)

O curso teve duração de quatro meses e contou com a participação de pelo menos 46 candidatos inscritos.




O Governo do Estado, por meio da PMRR (Polícia Militar de Roraima), entregou na tarde desta sexta-feira, dia 11, no Forródromo do Parque Anauá, certificado de conclusão para 24 policiais que fizeram o VI CoEsp (Curso de Operações Especiais).

A solenidade de encerramento foi marcada por demonstrações táticas de combate, que simulam o resgate de reféns, além do uso de técnicas utilizadas para arrombamento de cativeiro, e abordagem tática em homem-bomba.

Sob a coordenação do major do Bope (Batalhão de Operações Especiais), Paulo César de Lima, o curso teve duração de quatro meses e contou com a participação de pelo menos 46 candidatos inscritos.

Ao todo, 24 policiais permaneceram no grupo e receberam a certificação: um da Polícia Militar do Amapá; um da Polícia Militar do Mato Grosso do Sul; três da Polícia Militar do Amazonas; dois da Polícia Militar do Tocantins; um da Polícia Militar de Rondônia; 13 da PMRR, além de um agente da Polícia Civil do Amazonas; um da Polícia Civil de Roraima e um da Polícia Rodoviária Federal.

A formação dos alunos começou no dia 2 de janeiro, com aulas teóricas e práticas em diversos locais estratégicos, inclusive em outros Estados, e com a participação de profissionais de diferentes instituições da área de segurança pública do País.

De acordo com o major Paulo César, o curso foi totalmente voltado para a formação de policiais do Bope, que é considerada uma das mais rigorosas do País. A capacitação dos candidatos buscou alcançar todas as modalidades que a polícia tem.

“É importante qualificarmos o policial em todas as áreas de atuação. Foram aplicadas técnicas de combate em selva, resgate de reféns, terrorismo, contraterrorismo, resgate em altura, paraquedismo, tiro tático avançado, explosivos, operações em ambientes hostis, negociação e defesa de combate corpo a corpo”, destacou.

Segundo o comandante-geral da PMRR, coronel Edison Prola, quem ganha com o curso é a sociedade roraimense. Ele acrescentou que a governadora Suely Campos mostrou que está comprometida com a melhoria da Polícia no Estado.

“É uma alegria muito grande, pois o monstra, mais uma vez, a sensibilidade que tem com nossos policiais. É um Governo que está sempre apoiando todos os cursos de formação e especialização da nossa instituição”, ressaltou.

CURSO – visa à formação de agentes de segurança para acionamento em casos extremos e é considerado o mais importante da Corporação, na modalidade operacional. Conforme explica o comandante-geral, a Ceops (Central Especial de Operações Policiais) é considerada uma referência nacional nesse segmento.

“A PMRR hoje é uma referência nacional, principalmente em relação aos cursos. Policiais do Brasil inteiro vêm fazer curso em Roraima. Isso nos enche de orgulho, principalmente por saber que nossos policiais são instrutores e monitores”, ressaltou.

Além dos policiais roraimenses, diversos instrutores de outras Corporações Policiais se revezaram na ministração das aulas, entre eles, policiais dos Estados de São Paulo e de Minas Gerais, da Polícia Federal e das Forças Especiais Americanas.

O soldado da PMRR, Aldenor Flauzino, se destacou no curso com a melhor colocação e recebeu, na solenidade, a Medalha “Mérito Intelectual Barão do Rio Branco”. Para ele, a qualificação e a certificação são demonstrações de dever cumprido.

“Há muito tempo vinha treinando para isso. Participei de outros cursos no ano passado, mas sem êxito. Levantei a cabeça e hoje, graças a Deus, consegui concluir a formação e, pra minha surpresa, fui 01 da turma”, disse.

O novo integrante do Bope garantiu que sua qualificação profissional deve aumentar ainda mais suas responsabilidades perante a sociedade. “Sabemos que, com o aumento do conhecimento técnico, aumenta também a cobrança. Estamos aqui buscando uma qualidade profissional, para que, dessa forma, possamos dar mais segurança à população”, afirmou.

Últimas notícias: