Rondônia - 25 de setembro de 2018
Home / Notícias / Norte / Rondônia / Atendimento Socioeducativo – Fundação Estadual de Atendimento Socioeducativo recebe a visita da diretoria eleita do Singeperon – Rondônia

Atendimento Socioeducativo – Fundação Estadual de Atendimento Socioeducativo recebe a visita da diretoria eleita do Singeperon – Rondônia

imagem15-05-2018-17-05-34

Diretores do Singeperon reunidos com a presidente da Fease

Com a finalidade de estabelecer uma agenda positiva, objetivando a abertura de canal direto de diálogo, a presidente da Fundação Estadual de Atendimento Socioeducativo (Fease), Sirlene Bastos recebeu na manhã desta terça-feira (15) a visita de membros da diretoria eleita do Sindicato dos Agentes Penitenciários e Socioeducadores do Estado de Rondônia (Singeperon).

Para a presidente eleita do Singeperon, Dahiane Gomes essa primeira reunião é extremamente positiva, pois abre um diálogo de mão dupla e busca destravar o canal de comunicação entre o sindicato e a Fease, para que possam fluir os avanços que beneficiem os agentes socioeducativos, e que os resultados aconteçam. “Mesmo com a nossa posse agendada para o primeiro dia de junho, nós já pedimos essa primeira conversa para termos essa agenda positiva e darmos um retorno aos nossos colegas. Houve um acúmulo de desassistências, mas nossa gestão agora quer estreitar laços, porque o que a gente sente é uma insatisfação de alguns servidores, que querem que haja este vínculo de contato, de mais atenção e a necessidade de se ouvir a todos. Estamos buscando estreitar o diálogo, propor parceria, sem truculência e buscarmos avançar”, expressa.

O agente de segurança socioeducativo e diretor de comunicação eleito do Singeperon, Gleuber Pantoja comentou sobre comissão do Plano de Cargos e Salários (PCCR) da categoria, e se colocou como um colaborador dentro do sistema socioeducativo. “Já entreguei dois projetos para a coordenação de segurança da Fease e estamos ajudando nas ideias. Não deixo de fazer as críticas, mas também ajudo, busco ser mais propositivo”, disse.

A presidente Sirlene destacou que essas tratativas e conversas são muito benéficas para que não haja rota de colisão e quem sai ganhando desta forma é a política da socioeducação. Aproveitou também o momento para informar que já foi enviada para a Diretoria Técnica Legislativa da Casa Civil (Ditel) a retificação no Estatuto da Fease, para que seja usada a nova nomenclatura do cargo de Agente de Segurança Socioeducativo e não mais Socioeducador. E que foi feita uma consulta a Casa Civil para ver como proceder quanto à instalação da comissão do PCCR.

Já sobre as escalas de plantão, a presidente da Fease informou que propostas estão sendo apresentadas e estudadas e todos serão ouvidos para que seja encontrada a melhor solução. Ainda informou sobre o processo de aquisição de tonfas para segurança que está em andamento e já está montada a equipe de servidores para apresentar um projeto de regulamentação do uso nas unidades. “Dentro das nossas limitações, estamos trabalhando muito, e nestes quase cinco meses de Fundação, já estamos avançando, mesmo estando em processo de construção. E vamos avançar mais. Toda equipe da Fease está visitando as unidades e se apropriando das realidades de cada local. Estamos lindando com os mesmos objetivos, fazendo um planejamento que vai deixar uma proposta de trabalho azeitada para os próximos anos, valorizando os servidores para empoderar realmente os agentes do sistema socioeducativo”, finaliza.

Ficou indicado um próximo encontro, após a posse da nova diretoria do sindicato e sinalizada a possibilidade de visitas conjuntas da Fease com o Singeperon nas unidades socioeducativas para ouvir as demandas e apresentar resultados.