Rondônia - 21 de Maio de 2018
Home / Notícias / Nordeste / Rio Grande do Norte / Acusados de assassinar vereador de Assu vão a júri popular no fim do mês

Acusados de assassinar vereador de Assu vão a júri popular no fim do mês

Publicidade x fechar anúncio imagem17-05-2018-15-05-33

Três dos seis acusados de assassinar o vereador Manoel Ferreira Targino, de Assu, irão enfrentar o júri popular no fim deste mês. Itamar Veríssimo de Melo irá a julgamento no dia 29 de maio, enquanto que Joelma de Morais Ferreira e Douglas Daniel Morais de Melo serão julgados no dia seguinte. Ambas as sessões começam às 8h30, no Salão do Tribunal de Júri do Fórum Dr. Silveira Martins, em Mossoró.

Os três réus restantes, Valdete Veríssimo de Melo (irmão de Itamar), Jalisson Veríssimo de Melo (filho de Valdete e sobrinho de Itamar) e José Roberto Nascimento da Silva devem ser julgados ainda em 2018. Eles esperam o juiz Vagnos Kelly Figueiredo de Medeiros, titular da 1ª Vara Criminal da Comarca de Mossoró, retornar de férias.

Os seis são acusados de participação na morte do vereador de 54 anos, conhecido popularmente como Manoel Botinha, no dia 22 de abril de 2015, em uma oficina mecânica, bem como do atentado à vida de Francisco Adriano Bezerra de Lima, empregado do estabelecimento que também foi baleado na ocasião, mas sobreviveu.

De acordo com a acusação, Botinha foi assassinado por causa de uma rixa entre famílias. O vereador já havia tido um irmão assassinado em Ipanguaçu, município vizinho a Assu. Ele havia sido eleito para seu terceiro mandato pelo PP na Câmara Municipal, mas na época do crime estava filiado ao Pros.