Rondônia - 15 de outubro de 2018
Home / Notícias / Esportes / Corinthians / Carille vê goleada ‘inesperada’ na Venezuela e valoriza contra-ataque do Corinthians

Carille vê goleada ‘inesperada’ na Venezuela e valoriza contra-ataque do Corinthians

500
visualizações

7 comentários


Comunicar erro

Técnico Fábio Carille se disse surpreso por goleada de 7 a 2 do Corinthians desta quinta

Técnico Fábio Carille se disse surpreso por goleada de 7 a 2 do Corinthians desta quinta

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

A goleada de 7 a 2 do Corinthians sobre o Deportivo Lara, na Venezuela, desta quinta-feira, pegou o técnico Fábio Carille de surpresa. O resultado, válido pela quinta rodada da Libertadores da América, foi apontado como “inesperado” pelo treinador alvinegro, que valorizou o contra-ataque da equipe diante dos venezuelanos. A vitória, vale destacar, garantiu o Timão nas oitavas de final do torneio continental.

“Muitas vezes a gente se surpreende com um resultado deste fora de casa. Eu falei para os meus jogadores que depois do jogo com o o Palmeiras (vitória de 1 a 0, no último domingo) pode haver um relaxamento e não foi o que aconteceu. O resultado é muito bom, mas é inesperado“, disse Carille em fala transmitida no canal à cabo SporTV.

De fato, a postura corinthiana desta quinta pegou muitos torcedores de surpresa. A equipe abriu o placar nos primeiro minutos de jogo, com Jadson. O camisa 10 ainda marcou mais dois tentos no duelo, sendo seguido por Sidcley, Romero e Júnior Dutra – que também estufou as redes em duas ocasiões. A grande força do Corinthians apareceu no contra-ataque, nos espaços que o próprio Deportivo Lara ofereceu.

Leia também:Carille não descarta saída do Corinthians e brinca: ‘Dois caminhões de dinheiro posso pensar’ Massacre na Venezuela garante Corinthians no mata-mata da Libertadores; veja classificação do grupo

“A equipe (o Corinthians) sabe se comportar muito bem sem a bola, contra-atacar. Ainda mais jogando com dois meias por dentro, no caso Jadson e Rodriguinho. Jogadores inteligentes, armadores em sua essência. Pedrinho também, que além de ter qualidade técnica, também é armador. Não é de hoje, estou no meu décimo ano no Corinthians e sempre soube se comportar muito bem sem bola. Temos equilíbrio, sem a bola sabe sofrer, sabe contra-atacar. Nossa equipe sabe se portar muito bem”, completou o treinador.

Carille também alegou surpresa com o tipo de jogo apresentado pelo clube na Venezuela, já que a expectativa era de uma partida mais complicada. “Ficamos surpresos, o que eu mais pedi para a minha equipe foi concentração. O campo não é um campo confiável, escorrega. Nos perdemos perto do final, de sair jogando perto da nossa área e o adversário cresceu. No segundo tempo , nos recuperamos. Temos que ser inteligentes quanto onde vamos jogar, e viemos preparados para esse jogo”, encerrou.

O Corinthians volta a campo já neste domingo, às 16h (de Brasília), quando visita o Sport na Arena Pernambuco. A partida é válida pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

Veja mais em:
Fábio Carille e Libertadores da América.