Rondônia - 19 de agosto de 2018
Home / Notícias / Esportes / Corinthians / Corinthians reencontra árbitro de jogo disputado no deserto e com altitude

Corinthians reencontra árbitro de jogo disputado no deserto e com altitude

420
visualizações

8 comentários


Comunicar erro

Uruguaio vai apitar segundo jogo do Corinthians em sua carreira

Uruguaio vai apitar segundo jogo do Corinthians em sua carreira

Foto: Divulgação

Na madrugada dessa quarta-feira, o Corinthians desembarcou na Venezuela, onde enfrenta o Deportivo Lara na quinta, às 21h30, pela Libertadores. No país, o Timão sabe que pode garantir a classificação à próxima fase em caso de vitória. O time também já conhece o responsável pela arbitragem na partida.

Andrés Cunha será o juiz do embate entre brasileiros e venezuelanos, contando com o auxílio de Mauricio Espinosa e Nicolas Taran, todos do Uruguai, no auxílio com as bandeiras. Este, no entanto, não é o primeiro encontro do uruguaio com o Corinthians.

Em 2016, Andrés apitou outra partida “atípica” do time alvinegro. Se a viagem de dez horas desta terça-feira foi cansativa, há mais de dois anos o plantel alvinegro rumava para um trajeto ainda mais difícil. Pela estreia da Libertadores em 2016, Tite e seus comandados enfrentaram o Cobresal na pequena cidade de El Salvador, no Chile.

Mais do que o período de viagens, alternando entre ônibus e avião, as condições do jogo em si chamavam atenção. A cerca de 1.000 km da capital Santiago, o estádio El Cobre fica localizado no meio do deserto do Atacama. Para piorar, está 2.300 metros acima do nível do mar.

Apesar de todo o sofrimento, o confronto apitado por Andrés acabou com triunfo corinthiano. Na oportunidade, Lucca participou de lance no último minuto da partida, que acabou resultando em gol contra do Cobresal. Sem lances polêmicos, o árbitro acabou avaliado com 5,3 de nota média pelos leitores do Meu Timão após o confronto.

Veja mais em:
Arbitragem e Libertadores da América.