Rondônia - 26 de Maio de 2018
Home / Notícias / Centro-Oeste / Mato Grosso / Governo e iniciativa privada se unem em auxílio a venezuelanos

Governo e iniciativa privada se unem em auxílio a venezuelanos

Além do apoio do Governo do Estado de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas-MT) e do Sistema Nacional de Emprego (SINE-MT), a Pastoral do Migrante conta com a colaboração da iniciativa privada para manutenção e gestão dos alojados no local.

Na última segunda-feira (14), a empresa de transportes Carvalima foi responsável pela doação de alimentos para a casa. “É a primeira doação para a Pastoral do Migrante. A empresa sempre faz doações para o Hospital dos Idosos e Lar da Criança, por exemplo”, disse Érica Ramos, agente social da empresa.

A arrecadação dos alimentos, entre eles arroz, feijão, macarrão e açúcar, foi feita entre os funcionários da empresa. Segundo a agente, cerca de 600 kg de alimentos foram arrecadados e posteriormente divididos para doação para diversas entidades.

A empresa de transportes também está empregando mão de obra no local. “Estamos contratando três haitianos e quatro venezuelanos. Entre quarta-feira e a próxima segunda-feira, todos começam [a trabalhar]”, afirmou Leydy Anny, psicóloga da Carvalima. Para que esse processo de contratação ocorra, o contratante deve efetuar o cadastro com um representante do Ministério do Trabalho na Pastoral ou procurar o SINE.

O venezuelano Rafael Rojas é um dos beneficiados com uma vaga de emprego. “Estou em Cuiabá há quase um mês. Consegui uma vaga de ajudante de carga. Eles estão nos prometendo oportunidade de crescimento e cursos”, explicou o jovem de 28 anos.

imagem17-05-2018-09-05-33

Vindo de Caracas, capital da Venezuela, Rafael chegou a terras brasileiras em 2016. Sua primeira cidade no país foi Boa Vista, em Roraima. As dificuldades em encontrar emprego o motivaram a deixar o local rumo a Cuiabá. Rafael e mais quatro amigos foram de ônibus até Manaus (AM) e de lá até Santarém (PA). Na cidade paraense, compraram bicicletas e pedalaram por duas semanas até à capital mato-grossense.

Atualmente, a Pastoral do Migrante, localizada no bairro Carumbé, conta com 97 migrantes. Na próxima segunda-feira (21.05) o SINE dará continuidade ao cadastro e a triagem para, através do perfil profissional, encaminhar os migrantes ao mercado de trabalho.