Rondônia - 15 de outubro de 2018
Home / Notícias / Esportes / Corinthians / Pedras e garrafas paralisam jogo do Corinthians por cerca de 13 minutos na Venezuela

Pedras e garrafas paralisam jogo do Corinthians por cerca de 13 minutos na Venezuela

900
visualizações

12 comentários


Comunicar erro

Cássio reclama dos objetivos atirados dentro de campo

Cássio reclama dos objetivos atirados dentro de campo

Foto: Reprodução/TV

O jogo entre Deportivo Lara e Corinthians, na noite desta quinta-feira, na Venezuela, terminou mais tarde do que deveria. Tudo por conta de uma paralisação de mais de dez minutos após objetos serem atirados pela torcida local dentro do gramado.

Pedras e garrafas foram atiradas na direção do goleiro Cássio, que reclamou bastante com o árbitro e um de seus auxiliares. O detalhe é que, no primeiro tempo, quando o goleiro do Lara ocupava o mesmo local, outros objetos foram atirados. E pior: um deles pegou na cabeça do venezuelano, que também reclamou.

O jogo, inclusive, correu risco de ser terminado antes da hora. De acordo com informações do canal SporTV, o delegado da partida se irritou e ordenou que a polícia venezuelana tomasse as providências para que o ato de violência terminasse de uma vez por todas.

O árbitro, após autorização do delegado da Conmebol, retomou a partida.

Até o goleiro do Lara foi atingido na primeira etapa

Reprodução/TV

Veja mais em:
Libertadores da América e Violência no futebol.