Rondônia - 23 de junho de 2018
Home / Notícias / Brasil / Ambiente de negócios para as micro e pequenas empresas é tema de encontro no Paraná

Ambiente de negócios para as micro e pequenas empresas é tema de encontro no Paraná

As ações e os desafios com foco na melhoria do ambiente para os micro e pequenos negócios em nível estadual e nacional serão o foco do “Encontro Fopeme e Comitês Territoriais”, que vai reunir integrantes do Fórum Permanente da Micro e Pequena Empresa (Fopeme) e dos 18 Comitês Territoriais do Paraná. O evento acontecerá no auditório do Sebrae/PR, em Curitiba, na segunda-feira (21), das 13h30 às 17h30. O presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, será um dos palestrantes, ao lado de Darci Piana, presidente da Fecomércio PR.

O Encontro tem como objetivos o alinhamento das estratégias de melhoria do ambiente de negócios, além da interação entre lideranças estaduais e nacionais. Na abertura, Afif vai abordar as conquistas e desafios para as MPE, com destaque às mudanças na Lei Geral da Micro e Pequena Empresa e para o Refis, cujo prazo de adesão para refinanciamento de dívidas tributárias termina em 9 de julho.

“Melhorar o ambiente de negócios é fundamental para dar sustentação às micro e pequenas empresas na geração de emprego. Afinal, elas que estão segurando as pontas e são responsáveis pela maioria dos postos de trabalho. Por isso, é tão importante defender o Refis, para dar um fôlego a elas”, analisa o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos.

O andamento das ações para a melhoria do ambiente de negócios no Estado, previstas na Carta do Paraná – documento elaborado pela sociedade empresarial e membros de comitês municipais e territoriais, durante o 2ª Encontro Estadual das MPEs, em 2017 – será debatido pelo diretor de Operações do Sebrae/PR, Julio Cezar Agostini e pelo secretário-técnico do Fopeme/PR e presidente da Fampepar, Ercílio Santinoni. Ao todo, a Carta prevê 350 ações nas áreas de Inovação, Crédito, Compras Públicas, Associativismo, Educação Empreendedora, Simplificação e Desburocratização.

“Tivemos avanços, como as leis que criam fundos de aval e de apoio à inovação. Agora o foco é a instrumentalização dos fundos, para que os recursos cheguem às micro e pequenas empresas. Na área da simplificação, o desafio é a ampliação da Redesim, já presente em 218 municípios em todo o Estado”, detalha Vitor Roberto Tioqueta, diretor-superintendente do Sebrae/PR.

Para Ercílio Santinoni, presidente da Fampepar, o destaque do Encontro está na mobilização de lideranças do Paraná para debater políticas públicas, com foco para a participação do presidente do Sebrae. “Sem a parceria com o Sebrae não conseguiríamos montar essa rede para a levar informações ao Estado. Essa troca de experiências e conhecimentos para a melhoria do ambiente de negócios, proporcionada pelo evento, será muito importante”, destaca.

Coordenador do G7, Darci Piana, presidente da Fecomércio PR, vai completar o debate com informações sobre a atuação das entidades empresariais no fomento ao desenvolvimento do ambiente de negócios paranaense. O G7 é o grupo formado por instituições do setor produtivo do Estado: Sebrae/PR, Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Federação da Agricultura do Paraná (Faep), Federação e Organização das Cooperativas do Paraná (Fecoopar), Federação do Comércio do Paraná (Fecomércio PR), Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Paraná (Fetranspar), Associação Comercial do Paraná (ACP) e Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná (Faciap).