Rondônia - 18 de junho de 2018
Home / Notícias / Nordeste / Maranhão / Desburocratização do registro de empresas no Maranhão é destaque no V Congresso de Humanas e Sociais do Ceuma – Maranhão

Desburocratização do registro de empresas no Maranhão é destaque no V Congresso de Humanas e Sociais do Ceuma – Maranhão

imagem23-05-2018-03-05-33

imagem23-05-2018-03-05-34

Presidente da Jucema, Sérgio Sombra, na mesa redonda de abertura do Congresso promovido pela Universidade Ceuma. (Foto: Divulgação)

O presidente da Junta Comercial do Maranhão (Jucema), Sérgio Sombra, integrou os debates da mesa redonda de abertura do V Congresso de Humanas e Sociais da Universidade Ceuma. O evento, realizado na noite de segunda-feira (21), no Espaço Renascença, reuniu mais de 500 alunos dos cursos de Administração, Ciências Contábeis, Serviço Social, Recursos Humanos, Jornalismo, Design, Publicidade e Propaganda.

A partir do tema proposto ‘Inovação, Tecnologia e Perspectivas Profissionais’, o gestor destacou o conjunto de práticas, métodos e procedimentos adotados pelo órgão para superar as barreiras burocráticas e tornar o registro de empresas mais simplificado no Maranhão. Ele fez uma análise comparativa, entre 2015 e 2018, para exemplificar como a tecnologia impactou no ambiente de negócios do Maranhão, na produtividade dos servidores e no estímulo ao empreendedorismo.

Sérgio Sombra disse que como reflexo dessas ações, a Junta Comercial conquistou lugar de destaque no cenário nacional. O conceito A no ranking realizado pela Receita Federal do Brasil foi exemplificado como resultado do processo de integração, coordenado pela Jucema, que tornou o Empresa Fácil (sistema de abertura de empresa online) uma realidade em todos os municípios maranhenses.

“Estamos vivendo um momento de muitas mudanças no registro mercantil e a tecnologia é a principal ferramenta dessa transformação, especialmente quando temos metas arrojadas, como foi o caso da integração dos 217 municípios maranhenses ao Empresa Fácil que possibilitou uma melhoria dos serviços prestados à população com a redução de tempo e custos”, pontuou Sérgio Sombra.

imagem23-05-2018-03-05-37

Abertura do V Congresso de Humanas e Sociais da Universidade Ceuma. (Foto: Divulgação)

Com todo o acervo digitalizado e os procedimentos relacionados ao registro empresarial totalmente informatizado, a Junta Comercial diminuiu o tempo de abertura de empresas de 90 dias para seis horas. Os avanços começaram em 2015 e, atualmente, coloca o órgão como um dos mais integrados e desburocratizados do país.

O professor e mediador da mesa, Samuel Melo Júnior, que atualmente também preside o Conselho Regional de Administração do Maranhão (CRA-MA), ressaltou que a reestruturação feita na Jucema é um exemplo do quanto as práticas inovadoras modificam os processos e beneficiam o cidadão. “Sem a tecnologia, a Jucema não estaria entre as melhores do Brasil”, afirmou.

O evento contou com as participações dos professores: José Caldas Gois, Tiago Quevedo e do gerente da Unidade de Acesso, Inovação e Tecnologia do Sebrae Maranhão, João Berto Ferreira. A abertura foi feita pelo reitor da Universidade Ceuma, Saulo Henrique Martins.

Comentários

Comentários