Rondônia - 19 de agosto de 2018
Home / Notícias / Centro-Oeste / Distrito Federal / Regularização fundiária: 1,2 mil escrituras são entregues em Ceilândia – Brasília

Regularização fundiária: 1,2 mil escrituras são entregues em Ceilândia – Brasília

O processo de regularização fundiária no Distrito Federal cumpriu mais uma etapa nesta terça-feira (22). Foram entregues nesta manhã 1,2 mil escrituras em Ceilândia — no total, desde 2015, foram distribuídos 6.976 documentos do tipo na região administrativa, além de 2.497 na antiga Sociedade de Habitação de Interesse Social (SHIS).

O processo de regularização fundiária no Distrito Federal cumpriu mais uma etapa nesta terça feira (22). Foram entregues nesta manhã 1,2 mil escrituras em Ceilândia. O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, participou da entrega.O processo de regularização fundiária no Distrito Federal cumpriu mais uma etapa nesta terça-feira (22). Foram entregues nesta manhã 1,2 mil escrituras em Ceilândia. O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, participou da cerimônia. Foto: Tony Winston/ Brasília

Essa iniciativa faz parte do Lote Legal, uma das frentes do programa Habita Brasília, que tem como objetivo proporcionar moradia digna aos cidadãos, com foco no planejamento das cidades e no combate à grilagem.

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, participou da entrega das escrituras hoje. “Este documento proporciona segurança jurídica aos moradores, além de valorizar os imóveis”, disse durante a cerimônia.

Convênio garante gratuidade no registro a famílias de baixa renda

Em 20 de abril, a Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab) firmou convênio com a Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg) para diminuir os custos com os cartórios.

Com isso, pessoas com renda de até três salários mínimos, que já contam com isenção para a lavratura do documento em cartório, passam também a ter gratuidade para a taxa de registro, que variava de R$ 300 a R$ 600.

Para quem tem renda superior, a medida garante que a soma dos custos de lavratura, registro e demais taxas tenha valor fixo de R$ 670. Até então, esse investimento era de cerca de R$ 2 mil.

Aguarde a galeria de fotos.