Rondônia - 18 de junho de 2018
Home / Notícias / Norte / Acre / Saúde reforça medidas para alcançar meta de vacinação contra influenza « Acre

Saúde reforça medidas para alcançar meta de vacinação contra influenza « Acre

Representantes das secretarias de Saúde de treze municípios acreanos, juntamente com coordenadores de sala de vacina e de vigilância epidemiológica e atenção básica, participaram na tarde desta segunda-feira, 21, de uma webconferência para tratar sobre a Campanha Nacional de Vacinação Contra Influenza 2018.

imagem23-05-2018-00-05-35

Tecnologia permite monitorar campanha de vacina nos municípios (Foto: Cedida)

A webconferência teve como objetivo definir estratégias para alcançar a meta de vacinação contra a influenza para este ano, que é de imunizar, até 1º de junho próximo, 195,6 mil pessoas, uma cobertura dos grupos prioritários de 90% em todo o Acre.

De acordo com dados parciais apresentados, já foram aplicadas 70,2 mil doses da vacina. Entre os municípios com maior índice de cobertura, estão Brasileia (58,78%), Cruzeiro do Sul (57,66%) e Assis Brasil (50,69%).

“Acredito que se todos os municípios juntarem esforços para alcançar o público alvo, será, sim, possível alcançar essa meta”, prevê Moisés Viana, diretor de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre).

Entre os grupos prioritários que devem ser imunizados, estão idosos a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

Vale lembrar aos interessados em vacinar que estão dentro dos grupos prioritários que basta se dirigir à unidade de saúde mais próxima portando a carteira de vacinação.

Participaram, ainda, da webconferência o secretário Adjunto de Atenção à Saúde, Ráicri Barros, e o secretário de Estado de Saúde, Rui Arruda.


thumb_up