Rondônia - 21 de outubro de 2018
Home / Notícias / Política / Câmara declara Francisco de Brito patrono da Engenharia Sanitária do Brasil

Câmara declara Francisco de Brito patrono da Engenharia Sanitária do Brasil

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou o Projeto de Lei 5596/16, do deputado João Paulo Papa (PSDB-SP), que declara Francisco Saturnino Rodrigues de Brito patrono da Engenharia Sanitária do Brasil.

De acordo com Papa, o ideal de Brito era sanear todos os centros populacionais do Brasil. “Sem boas condições de higiene é impossível o progresso desses centros”, costumava dizer o homenageado, segundo o deputado.

Lucio Bernardo Jr. / Câmara dos Deputados
Audiência pública sobre o futuro das Companhias Docas e as funções essenciais das Autoridades Portuárias para o desenvolvimento do setor portuário nacional. Dep. João Paulo Papa (PSDB SP)
O autor, João Paulo Papa

Como a proposta tramita em caráter conclusivo, o projeto segue agora para o Senado.

Papa citou editorial de 1912 de uma revista especializada em engenharia para defender a honra a Brito. Segundo o texto, a cidade de Santos era marcada “pelo estigma das epidemias dizimadoras” e se tornou uma cidade saneada, “recortada de grandes avenidas e semeada de jardins; com praias formosas”.

Francisco de Brito chefiou durante nove anos a Comissão de Saneamento de Santos, no litoral paulista. A comissão moldou a expansão urbana na zona da orla da cidade através da construção gradativa e sequencial de vários canais de drenagem.

O engenheiro sanitarista escreveu diversas obras técnicas de saneamento que foram adotadas na França, Inglaterra e Estados Unidos.

Seu invento mais conhecido foi o tanque fluxível, utilizado no Brasil e em toda a Europa no século XX, que foi batizado, após a sua morte, de tanque fluxível tipo Saturnino de Brito.

Foi eleito Patrono da Engenharia Sanitária Brasileira pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, por unanimidade.