Rondônia - 17 de junho de 2018
Home / Notícias / Centro-Oeste / Mato Grosso / Reunião aborda estratégias conjuntas entre estados para fomentar desenvolvimento

Reunião aborda estratégias conjuntas entre estados para fomentar desenvolvimento

Representantes de seis estados e do Distrito Federal estiveram reunidos em Cuiabá durante a 20º Reunião do Fórum de Governadores do Brasil Central (BrC) e discutiram questões ligadas a redução de indicadores como mortalidade, homicídios e ampliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) em 875 municípios brasileiros. Também estavam na pauta as ações conjuntas que podem contribuir para o desenvolvimento da logística, difusão de tecnologias e exportações de forma integrada entre Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Rondônia, Tocantins, Maranhão e Distrito Federal.

O governador de Mato Grosso e presidente do consórcio, Pedro Taques, disse que os envolvidos tentam criar uma grande aliança, onde a troca de experiência, suporte técnicos e até mesmo aporte financeiro possa ser utilizado de forma transparente e vantajosa para todos os estados.

imagem25-05-2018-18-05-35

Um exemplo prático e que sairá do papel nos próximos meses é a compra consorciada de medicamentos de alto custo.  O secretário executivo do BrC,  Leandro de Arimatéia, explica que foram elencadas as demandas de cada unidade federativa e o próximo passo é o processo de abertura de concorrência. Depois de efetivada, a compra trará uma economia de até 10% nas aquisições.

Durante a reunião, Arimatéia relatou que foi contratada uma consultoria da Fundação Dom Cabral para tornar os trabalhos mais eficientes e entre os apontamentos estava a redução de projetos, que antes eram 70, para 15. “Precisamos ser mais objetivos para ter resultados”.

Na lista dos considerados viáveis está a Aliança Municipal pela Competitividade que trabalha com temas ligados diretamente ao cotidiano da população e pretende ampliar de 85,5% para 98% o número de crianças na pré-escola e ainda alcançar melhores resultados no Ideb, passando de 5,1 (média de todos os estados reunidos) para 6,0. Também há previsão de melhoria dos índices ligados a Segurança.

A parceria entre os estados ainda será empregada nas Exportações, por meio da elaboração de uma agenda comum e no setor de Turismo, onde a meta dos integrantes é fazer com que o turista fique mais tempo na região central a partir do conhecimento dos atrativos de toda região.