Rondônia - 18 de outubro de 2018
Home / Notícias / Norte / Acre / Idaf promove orientação sobre praga que afeta plantios de cupuaçu no Juruá « Acre

Idaf promove orientação sobre praga que afeta plantios de cupuaçu no Juruá « Acre

Visando orientar a população da região de Cruzeiro do Sul acerca dos sintomas e riscos da monília do cacaueiro ou monilíase do cacaueiro, doença que afeta frutos do cacau, cupuaçu e cacauí, a equipe de Defesa Vegetal do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Acre (Idaf/AC) realizou visitas em imóveis e no mercado municipal.

imagem26-05-2018-21-05-46

População recebeu panfletos com orientações sobre sintomas e riscos da monília (Foto: Cedida)

A monília, ou monilíase, é uma doença que devasta as sementes e causa perda de 50% a 100% dos frutos produzidos. O agente causal é um fungo que até o momento não existe no Brasil, mas já se encontra em países vizinhos, como Peru e Bolívia, localizados na área de fronteira com o Acre.

De acordo com Igor Gomes, coordenador da Defesa Vegetal de Cruzeiro do Sul, na última semana foram visitados imóveis que possuem plantio de cupuaçu, repassadas orientações na barreira fixa do município e uma panfletagem no mercado municipal.

“A proposta é manter as pessoas bem informadas, para que, caso seja identificada qualquer anomalia nos frutos, informem ao Idaf imediatamente e evitem trazer frutos das áreas do Peru para dentro do território brasileiro”, disse Gomes.

Durante a visita realizada na sexta-feira, 25, Igor Gomes conta que foi identificada uma propriedade com quase três mil pés de cupuaçu que já foi afetada pela praga Vassoura de Bruxa, na estrada Moura Piranga. “O local também possui cerca de 10 pés de cacaus”, relata coordenador.

O Idaf, em parceria com a Superintendência Federal da Agricultura no Acre (SFA/AC), realizou monitoramento em área do Alto Acre, região que faz parte da faixa de fronteira com Peru e Bolívia.

Aguardando liberação de convênio

imagem26-05-2018-21-05-47

Propriedade com plantio de cacau e cupuaçu foi identificada na região (Foto: Cedida)

O Departamento de Defesa Vegetal do Idaf está aguardando a liberação de um convênio com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) que possibilitará que ações de defesa sejam executadas em Porto Walter, Marechal Thaumaturgo, Santa Rosa do Purus e Jordão.


thumb_up