Rondônia - 16 de outubro de 2018
Home / Notícias / Esportes / Palmeiras / Palmeiras treme de novo em casa e perde para o Sport de virada por 3 a 2 | Palmeiras

Palmeiras treme de novo em casa e perde para o Sport de virada por 3 a 2 | Palmeiras

Com direito a pênalti desperdiçado aos 50 minutos do segundo tempo, time de Roger Machado é derrotado em pleno Allianz Parque.

Ag.PalmeirasCom o retorno de Dudu, mas sem Willian, poupado – Guerra atuou como falso 9, o Palmeiras iniciou o jogo tomando a iniciativa. Logo aos 2 minutos Lucas Lima enfiou para Keno, que chegou um segundo depois de Magrão. Aos 7 Bruno Henrique arriscou de muito longe e viu a bola subir demais.

Passada a tentativa de pressão inicial, o Verdão manteve o controle da partida nos minutos seguintes. Aos 18 Guerra tocou para Dudu, o camisa 7 dividiu com o zagueiro e finalizou de canhota, para fora. O Sport foi incomodar a meta de Jailson pela primeira vez apenas aos 21 minutos numa cobrança de falta ensaiada, mas a conclusão de Cláudio Winck saiu sem direção.

O lance animou os visitantes, que na sequência finalizaram mais duas vezes, aos 23 e 25 minutos, mas tanto o chute de Rafael Marques quanto o de Marlone não ofereceram perigo a Jailson. A resposta do Palmeiras não demorou: aos 26 minutos Dudu cobrou falta na cabeça de Antônio Carlos, que parou em ótima defesa de Magrão.

Melhor em campo, o Verdão quase abriu o placar aos 31 minutos após uma bela troca de passes que terminou com Marcos Rocha achando Keno dentro da área; o atacante girou pra cima da marcação e finalizou de canhota, por cima. Logo na sequência, no entanto, Keno acertou a pontaria: Dudu tocou para Diogo Barbosa dar o gol de presente para o camisa 11: 1 a 0.

Atrás no marcador, o Sport pouco fez para tentar o empate a não ser uma cobrança de falta executada por Marlone que morreu nas mãos de Jailson aos 37 minutos. O Palmeiras, por sua vez, mostrou-se satisfeito com a vantagem parcial e a administrou até o árbitro encerrar o primeiro tempo.

A etapa final começou com o Verdão perdendo uma boa oportunidade para ampliar o placar: aos 4 minutos Keno cruzou, Lucas Lima não alcançou e a bola sobraria para Dudu se um zagueiro não interceptasse. A resposta do Sport foi imediata: ainda dentro do minuto 4, Felipe Bastos arriscou de longe e exigiu de Jailson grande defesa. Na cobrança de escanteio, porém, o goleiro nada pôde fazer quando Anselmo desviou na trave e no rebote a bola voltou para o mesmo jogador: 1 a 1.

O Palmeiras tentou não se abalar com o empate. Aos 8 minutos Keno deu bom passe para Guerra, que se não tivesse sido fominha teria tocado para Lucas Lima ou para Dudu, livres nas suas costas, mas ele preferiu prosseguir com a jogada e tropeçou sozinho na bola. Aos 13, após levantamento na área, Felipe Melo desviou de cabeça nas mãos do goleiro.

Aos 18 minutos, depois de outro lance bisonho de Guerra, Roger resolveu tirá-lo da partida. Papagaio entrou em seu lugar. Logo na sequência foi a vez de Lucas Lima sair para a entrada de Hyoran. Aos 21 Dudu ajeitou para o meia bater com estilo na bola, mas para fora. Magrão já estava batido.

Com o passar do tempo o time foi ficando mais afobado. Aos 24 minutos Marcos Rocha cruzou, a bola subiu demais e caiu na junção da trave com o travessão; na sobra a defesa afastou. Aos 27 minutos o que era ruim ficou pior: após vacilo de Keno na marcação, Anselmo invadiu a área e bateu no canto esquerdo de Jailson, que ainda resvalou na bola, mas não o suficiente para impedir a virada: 1 a 2.

Perdendo o jogo, o Palmeiras se desestruturou de vez. O Sport ofereceu a bola à equipe de Roger Machado, que não sabia o que fazer com ela. Até que aos 36 minutos, na base da individualidade, o empate saiu. Hyoran arriscou um belo chute de canhota e acertou o ângulo de Magrão: 2 a 2.

O empate fez os quase 26 mil torcedores presentes ao Allianz Parque cantarem mais forte, mas o apoio de nada adiantou. Assim que voltou ao ataque o Sport chegou ao terceiro gol. Marlone cobrou escanteio, Jailson falhou e Rafael Marques tocou para o fundo da rede: 2 a 3. Logo após o terceiro gol Roger mexeu pela última vez: Felipe Melo deu lugar a Deyverson.

Nos minutos finais, na base do desespero, o Verdão conseguiu criar boas chances para o novo empate, mas Keno, aos 43, e Dudu, aos 47 minutos, perderam gols incríveis. No último minuto, na última bola, Dudu sofreu pênalti de Raul Prata e Keno recuou para Magrão. Incrível. Bizarro. Revoltante. Vai se f…

Com a derrota em casa o Palmeiras estaciona nos 11 pontos e provavelmente despencará na classificação (e pensar que bastava vencer para ser líder…).

Quarta-feira (30/05) o adversário será o Cruzeiro, no Mineirão. O jogo está marcado para 21h45.

Notícias relacionadas:

Notas de Palmeiras 2 x 3 Sport
Ficha técnica de Palmeiras 2 x 3 Sport