Rondônia - 19 de outubro de 2018
Home / Notícias / Sudeste / São Paulo / No dia em que sedia o governo paulista, Santos recebe 1,6 mil unidades habitacionais | São Paulo

No dia em que sedia o governo paulista, Santos recebe 1,6 mil unidades habitacionais | São Paulo

O São Paulo transferiu nesta quarta-feira (13/6), sua sede da capital paulista para o Paço Municipal de Santos em ato simbólico em homenagem ao santista José Bonifácio, Patriarca da Independência do Brasil. Durante o dia, o governador Márcio França, o secretário de Estado da Habitação, Nelson Baeta, e o presidente da CDHU, Humberto Schmidt, entregaram 40 novas moradias do Conjunto Habitacional Santos O e 120 do Conjunto Habitacional Santos U – Caneleira IV.

“Muitas cidades no Estado de São Paulo não têm mil e quintas residências e nós autorizamos aqui a construção de mil e quinhentas casas”, comparou o governador. “São Paulo vai entregar 130 mil casas em quatro anos”, destacou Márcio França.

As moradias foram viabilizadas pela CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), que investiu R$ 12 milhões nos empreendimentos, por meio do programa Morar Bem, Viver Melhor. Os conjuntos também possuem recursos do PAC (Programa de Aceleração de Crescimento), do governo federal. Na ocasião, as autoridades também assinaram convênios para a construção de quatro novos empreendimentos e autorizaram o repasse de recursos para desapropriação de terreno visando novas moradias.

As unidades entregues contam com piso cerâmico em todos os cômodos, azulejos até o teto no banheiro e nas paredes da cozinha. O residencial incorpora as melhorias estabelecidas como diretrizes de qualidade da Secretaria de Estado da Habitação e é entregue com infraestrutura completa, pavimentação, paisagismo, redes de água, esgoto e elétrica.

Novos convênios

O São Paulo, em parceria com a CDHU, autoriza a construção de 716 moradias em quatro novos empreendimentos na Baixada Santista. São eles: Bairro Caruara (132 uhs – primeiro conjunto habitacional para famílias moradoras da área de risco continental de Santos), Bairro Vila Mathias (144 uhs – atendimento das famílias cadastradas pelo Conselho Municipal da Habitação), Bairro Caneleira – Bananal (140 uhs – atendimento de área de risco socioambiental) e Bairro Jabaquara (300 uhs – atendimento de área de risco socioambiental). Aproximadamente 2,5 mil pessoas serão beneficiadas com os novos conjuntos habitacionais.

Autorizo para desapropriação de terreno e construção de moradias

O governador assinou autorizo para a CDHU repassar recursos financeiros no valor de R$ 19,6 milhões ao município de Santos com o objetivo de desapropriar o terreno “Estradão”, propriedade da Caixa Econômica Federal, para a construção de aproximadamente 800 unidades. As moradias serão destinadas a famílias oriundas de áreas de risco socioambiental e beneficiarão cerca de 2,8 mil pessoas.

Trabalho desde 2015 – Na região administrativa da Baixada Santista, foram 4.050 Habitações de Interesse Social (HIS) entregues pelo Governo do Estado; outras 1.389 estão com obras em andamento. As unidades entregues e em obras representam R$ 412 milhões em investimentos pelos dois braços operacionais da Habitação – CDHU e Agência Casa Paulista.

Morar Bem, Viver Melhor – Reúne todas as ações e investimentos em habitação, como infraestrutura, urbanização, requalificação, acessibilidade, qualidade das construções e equipamentos, cuidados com o meio ambiente e qualidade de vida para as famílias atendidas.

Robô com tecnologia inédita no mundo 100% nacional

O governador Márcio França apresentou o Vivax, um equipamento de robótica que possibilita movimentos tridimensionais dos membros superiores até então não alcançados por nenhuma tecnologia do mundo. A apresentação do robô aconteceu na unidade Santos da Rede Lucy Montoro, em comemoração aos 4 anos de funcionamento da unidade.

A novidade é 100% nacional e foi idealizada pelo engenheiro brasileiro Antonio Makiyama, financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Pioneira em uso de robôs na reabilitação, a Rede Lucy Montoro já conta com um equipamento Vivax na unidade Vila Mariana, na capital. Esta tecnologia permite uma amplitude do movimento do braço até então não alcançada em nenhuma tecnologia existente no mundo, ao permitir movimentos tridimensionais mais realistas e próximos às atividades cotidianas dos pacientes.

Entre as vantagens da nova tecnologia está o fato de o aparelho ser portátil e pesar apenas 15 quilos (cerca de 7 vezes mais leve do que os equipamentos disponíveis no mercado), fato que se aproxima da tendência de os pacientes utilizarem a robótica em casa. Além de ser mais vantajoso no peso, o robô apresenta um custo significativamente inferior a um equipamento similar no mercado e permite maior feedback auditivo e visual ao disponibilizar games mais atrativos. A novidade é voltada para vítimas de Acidente Vascular Cerebral (AVC), pessoas com paralisia cerebral, lesão encefálica, lesão medular, traumatismo craniano e doenças degenerativas.

Criada em 2008, a rede conta atualmente com 17 unidades em funcionamento em todo o Estado, que realizam mais de 100 mil atendimentos por mês, e 3 unidades futuras. A Rede de Reabilitação Lucy Montoro oferece reabilitação às pessoas com deficiência ou doenças potencialmente incapacitantes através de uma equipe multidisciplinar, composta por médicos fisiatras, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, assistentes sociais e outros profissionais especializados em reabilitação. Em 2014, a Rede de Reabilitação Lucy Montoro se tornou a primeira instituição brasileira a conquistar a acreditação da Commission on Accredition of Rehabilitation Facilities (CARF).

ASSESSORIA DE IMPRENSA
Secretaria de Pessoa com Deficiência
(11) 5212-3702
Secretaria da Habitação/CDHU
(11) 2505-2747 / 2399 / 2870
[email protected]
www.artesp.sp.gov.br