Rondônia - 23 de outubro de 2018
Home / Notícias / Nordeste / Rio Grande do Norte / Portal de Notícias | Agora RN » Polícia Civil elucida duplo homicídio ocorrido em Extremoz em 2015

Portal de Notícias | Agora RN » Polícia Civil elucida duplo homicídio ocorrido em Extremoz em 2015

Publicidade x fechar anúncio imagem13-06-2018-19-06-28

A Delegacia Municipal de Extremoz elucidou um duplo homicídio ocorrido na praia de Pitangui, no dia 14 de setembro de 2015, tendo como vítimas os idosos Giorgio Bagnasco e Maria Giovanna Repetto.

Na ação, homens armados efetuaram vários disparos em direção a uma residência e, em seguida, atearam fogo ao imóvel. Quatro pessoas estavam no interior do casa, sendo Andrea Bagnasco, proprietária da casa, e Lucia Parisella, ambas conseguiram escapar do local. No entanto, os idosos Giorgio Bagnasco e Maria Giovanna Repetto não conseguiram fugir, e morreram dentro da residência.

As investigações apontam como motivação para o crime, a disputa pelo tráfico de drogas na região, sendo os autores Dioclesio Rodrigues do Nascimento, vulgo “Makita”, Maxuel Gomes de Souza, Cristiano Teixeira Borba, conhecido como “Branquinho”, e outro suspeito identificado pela alcunha de “Pesadelo”.

Além deste crime, os investigados possuem outros delitos na grande Natal, entre arrastões e homicídios. Dioclesio Rodrigues, o “Makita”, está preso desde maio de 2018, por meio de mandado de prisão. Maxuel Gomes foi morto em 13 de outubro de 2015, vítima de disparos de arma de fogo. Cristiano “Branquinho” e “Pesadelo” estão foragidos da Justiça.

Os quatro foram autuados por dois homicídios e duas tentativas de homicídio. A Polícia Civil pede ajuda da população para encontrar “Branquinho” e “Pesadelo”. As informações podem ser repassadas para o Disque-Denúncia 181, de forma anônima com garantia de sigilo absoluto.