Rondônia - 15 de agosto de 2018
Home / Notícias / Norte / Roraima / COLÉGIO MILITAR – 35 Alunos Colégio Militarizado Wanda David Aguiar recebem certificação | RORAIMA

COLÉGIO MILITAR – 35 Alunos Colégio Militarizado Wanda David Aguiar recebem certificação | RORAIMA

imagem14-06-2018-17-06-39

Trinta e cinco alunos do Colégio Estadual Militarizado Wanda David Aguiar participaram na quarta feira (13), da primeira formatura após a militarização. A solenidade faz parte da metodologia de ensino que concede aos alunos destaque do 1º Bimestre 2018 a Certificação e Condecoração do Alamar.

Militarizada no início deste ano, o Colégio é uma das 15 escolas anunciadas no fim do ano passado para ingressar no sistema de ensino militarizado.

Para a governadora Suely Campos, a condecoração dos estudantes representa mais uma vitória dos pais e alunos.

“A condecoração é incentivo extremamente relevante. São 35 alunos que se destacaram por bom comportamento. Hoje os pais e a comunidade comemoram a militarização da escola, e principalmente pelo desempenho dos alunos, isso significa mais qualidade no ensino”, destacou a governadora.

No primeiro como  aluna da escola militarizada, Elenilda da Silva Alves, 9° ano, disse que a organização melhorou as condições de ensino. “Gosto muito de estudar aqui. Meu desejo era poder ser aluno do Colégio Militarizado, e tirar boas notas, e hoje estou sendo condecorada”, contou Elenilda.

REVITALIZAÇÃO – Em condições precárias, o Colégio foi a primeira unidade a ser revitalizada neste Governo.

Sob a gestão disciplinar do coronel Mozar Paulo Silva, os estudantes recebem o ensino pedagógico e mantêm conservados  a estrutura física da unidade escolar.

“Recebemos muitos elogios dos pais, que vêem o projeto como inovador que tem dado certo, pois com respeito e disciplina está sendo possível mudar a postura individual de grande parte dos nossos alunos, melhorando seu relacionamento tanto na família, quanto na comunidade”, frisou.

ENSINO COMPARTILHADO – A implantação do ensino militarizado no Estado surgiu após uma avaliação técnica que observou a necessidade implementar novos meios para  avançar na qualidade do ensino estadual. O projeto teve início em 2016, com duas escolas da zona Oeste da Capital consideradas problemáticas.

“Ampliamos o ensino militarizado, hoje contamos com 18 escolas, 11 na Capital e sete no Interior e com isso estamos melhorando a qualidade do ensino, o que significa que estamos avançando na educação”, reforçou Suely.

Inicialmente as duas escolas escolhidas da rede estadual, Professora Elza Breves de Carvalho, no Conjunto Cidadão e Luiz Ritler Brito de Lucena, no bairro Nova Cidade tinham problemas relacionados à violência envolvimento dos alunos com as drogas.

Em 2017, foi a vez da Escola Estadual Irmã Teresa Parodi localizada no bairro Cidade Satélite adotar o modelo. A metodologia de ensino militarizado está fundamentada na hierarquia e disciplina.

Para o comandante da PM, Edison Prola, a parceria entre a Seed [Secretaria de Educação Desporto] PM (Polícia Militar) e CBM (Corpo de Bombeiros Militar) é uma conquista pro Estado Roraima.

“A Polícia Militar é parceira desse projeto, que é um sucesso que vai perdurar por longos anos. Quem ganha com isso é a sociedade roraimense”, afirmou Prola.