Rondônia - 20 de julho de 2018
Home / Notícias / Colunas / Redação SP / Redes Sociais: Sistema de vigilância perfeito -Artigo de Flávia Varela

Redes Sociais: Sistema de vigilância perfeito -Artigo de Flávia Varela

Quem pensa que as redes sociais são ferramentas de entretenimento e de encontro com os amigos, feitas simplesmente para perpetuar a livre troca de ideias e expressão dos sentimentos, está muito enganado.  As redes sociais são  sim uma forma aprimorada do panóptico de Bentham.

Desenvolvido no final do séc. XVIII, pelo o filósofo e jurista inglês Jeremy Bentham, a finalidade inicial do panóptico era aperfeiçoar a observação total de um sistema penitenciário. Por meio de um projeto de prisão circular, onde um observador poderia ver todos os locais onde houvesse presos, Bentham criou uma forma de vigiar todas as celas sem que houvesse nenhum ponto de sombra e sem que ninguém pudesse ver o vigia.

O sistema, posteriormente, foi aperfeiçoado e Bentham observou que esse projeto poderia ser utilizado em escolas e no trabalho, como meio de tornar mais eficiente o funcionamento daqueles locais.

Hoje, as redes sociais, com vertentes de facebook, instagram e twitter, ganharam o posto de panóptico da hora e podem ser consideradas um dos sistemas de vigilâncias mais perfeitos de todo o globo. Nelas, somos prisioneiros e, embora saibamos que somos observados, não temos ideia de como as informações contidas nas páginas virtuais podem ser utilizadas. O que é postado pode ser objeto de pura curiosidade, de uso para pesquisas mercadológicas ou até mesmo para aplicações de golpes.

A rede social virou um instrumento de controle social imensurável. As pessoas dão satisfações da sua vida a todo instante sem que ninguém peça e, impressionante, de forma espontânea. Ou seja, não precisamos mais ligar para fulano para saber se ele vai viajar, a resposta está no face. Se a pessoa mudou o status de relacionamento, está no face. Já se precisamos saber se certo funcionário está mentindo, ao apresentar um suposto atestado, é só ir lá no instagram e verificar se há alguma foto denunciadora.

A sociedade Disciplinar, como o filósofo Foucault nos postulou em outrora, escolheu agora o encarceramento perfeito e a aparente omnipresença do inspector sustenta a perfeita disciplina das redes socias com rondas constantes do que fazemos, para onde vamos, o que comemos, o que queremos e como vivemos.

Sobre Flávia Varela:

Flávia Varela é jornalista, com especialização em gestão de Marketing. Atua como assessora de Comunicação nas áreas de educação, saúde, bem-estar e política há mais de 10 anos. Além disso, é responsável por coberturas de eventos, atualizações de sites e mídias sociais.

Formadora de opinião, tem vários artigos e crônicas publicadas em jornais de grande circulação. Já substituiu a coluna de Fernando Veríssimo, em Vitória/ES.  No currículo, tem ainda como destaque o livro “Minha Vida de Estudante de Jornalismo”, no qual retrata as experiências do período da Faculdade.

Instagram: @flavinhajor