Rondônia - 20 de julho de 2018
Home / Notícias / Brasil / Panificadora da capital vence concurso do melhor pão francês

Panificadora da capital vence concurso do melhor pão francês

A Panificação União, localizada no bairro Luzia, na capital, foi a grande vencedora da Campanha do Pão Francês 2018. Ela venceu outros 119 concorrentes e conquistou o título de fabricante do melhor pão francês da Grande Aracaju e Estância. A cerimônia de premiação foi realizada nesse domingo, no Complexo Desportivo do Sesi, durante as comemorações em homenagem ao Dia do Panificador.

 

Atuando há mais de trinta anos no segmento e conhecida pelo público por conta da qualidade dos seus tradicionais pães de queijo, a União conquistou pela primeira vez o prêmio. Segundo Carlos Alberto Santos, proprietário do empreendimento, o resultado é consequência do trabalho desenvolvido por sua equipe de colaboradores e do esforço constante para melhorar a qualidade do produto ofertado diariamente aos consumidores.

 

“Participamos dessa campanha desde o seu início, em 2015, e temos investido constantemente na capacitação de pessoal e na melhoria dos processos. Todo esse esforço vem trazendo resultados e essa conquista serve para mostrar que estamos no caminho certo. Os consumidores podem continuar acreditando em nosso trabalho, pois seguimos ainda mais motivados a aperfeiçoar o nosso pão”.

 

Como prêmio, além do título, Carlos Alberto recebeu 40 sacos de 50 kg de farinha de trigo oferecidos pelo Moinho Sarandi. O título de melhor padeiro ficou com Wellington de Jesus Rodrigues Santos, que recebeu um notebook como reconhecimento pelo trabalho.

 

Campanha

O segundo e terceiros lugares da Campanha do Pão Francês 2018 também ficaram com duas empresas de Aracaju: a Panificação Ideal, por meio do panificador José Rodrigues do Nascimento e do padeiro Willamis Santos Costa, e a Pandelli Padaria e Delicatessen, do empresário Abel Passos Neto e do padeiro Josenaldo dos Santos.

 

As panificadoras foram premiadas com 20 sacos e 15 sacos de farinha de trigo, respectivamente. Já os padeiros receberam como premiação um tablet e uma bicicleta.

 

A Campanha faz parte do Projeto Indústria Transformadora de Farinha de Trigo, desenvolvido por meio de uma parceria entre o Sebrae, o Moinho Motrisa, Banco do Nordeste e o Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria do Estado de Sergipe (Sindipan-SE).

 

Neste ano a competição contou com uma grande novidade. Diferentemente das edições anteriores em que os candidatos preparavam as amostras e as encaminhavam para análise dos técnicos, uma equipe de avaliadores do Moinho Motrisa e do Curso de Gastronomia da Unit visitou 120 panificadoras localizadas em Aracaju, Barra dos Coqueiros, São Cristóvão, Laranjeiras, Itaporanga e Estância para realizar as inscrições e coletar os pães avaliados.

 

“ Ao realizar in loco esse processo conseguimos analisar aquele produto que é comercializado no dia a dia e não algo que pode ser preparado especialmente para um concurso. Isso aumenta a credibilidade do prêmio e garante ao consumidor a certeza de encontrar sempre um pão de qualidade nesses locais”, explica o gestor do Projeto, Thiago Oliveira.

 

Os produtos foram analisados seguindo treze critérios previstos na Norma 161 70 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), entre eles a crocância, miolo e elasticidade, recebendo notas de 0 a 10 para cada item.

 

Do total de inscritas, 42 foram classificadas para a segunda fase e tiveram a oportunidade de participar de um curso prático sobre o pão francês e ganharam um guia completo de implementação da NBR 161 70. Após a capacitação, elas receberam uma visita da equipe de avaliadores para a coleta de novas amostras dos produtos. As empresas que atingiram a maior pontuação nos critérios avaliados conquistaram os prêmios.