Rondônia - 16 de julho de 2018
Home / Notícias / Esportes / São Paulo FC / O São Paulo na Copa do Mundo de 1994 – SPFC

O São Paulo na Copa do Mundo de 1994 – SPFC

A Copa do Mundo de 1994 realizada nos Estados Unidos foi um sucesso inesperado de público. Sem muita tradição no futebol (conhecido por lá como “soccer”, palavra proveniente de “football association”), as pessoas duvidavam do bom andamento do evento em território norte-americano. No final, a competição teve uma média de quase 69 mil pessoas nos estádios por jogo.

Aquela edição também foi a Copa das surpresas e das zebras. Dos 147 países inscritos nas Eliminatórias, muitos favoritos foram excluídos logo de cara, como Inglaterra (superada pela Holanda), Portugal (posto fora pela Suíça), Dinamarca (então campeã europeia, eliminada pela Irlanda), França (surpreendida pela Bulgária com um gol nos últimos segundos) e Uruguai (que perdeu a vaga para a Bolívia).

Os estreantes na Copa em 1994 foram Arábia Saudita, Grécia e Nigéria. Foi a primeira participação da Alemanha unificada e da Rússia, que herdou as campanhas da União Soviética.

As surpresas continuaram acontecendo durante o torneio. Na primeira fase, a Colômbia, uma das seleções sensações das Eliminatórias (havia vencido a Argentina, em Buenos Aires, por 5 a 0) decepcionou, sendo eliminada por Romênia, Suíça e Estados Unidos. No grupo D, um empate tríplice envolvendo duas seleções revelações, Nigéria e Bulgária, quase complicou a vida da Argentina. A seleção italiana foi a última colocada entre os terceiros colocados que conseguiram classificação às oitavas de final, quase sendo eliminada na primeira fase.

Nas oitavas de final, os dois resultados mais dignos de nota foram as vitórias da Romênia de Hagi e Răducioiu, sobre a Argentina, de Maradona, em um jogo espetacular e inesquecível; e da Bulgária sobre o México, nos pênaltis. A Bulgária, que foi a maior surpresa dessa Copa do Mundo, nunca havia vencido um jogo na competição até essa edição. Nas quartas de final, os búlgaros liderados por Stoichkov acabaram eliminando os alemães, vencendo por 2 a 1.

Dois outros confrontos das quartas de final também ficaram para a história: a épica partida entre Suécia e Romênia, que acabou decidida nos pênaltis e com classificação dos primeiros, e a vitória do Brasil sobre a Holanda, por 3 a 2, com o incrível gol de falta de Branco, que definiu o placar da partida.

A Itália, que havia alcançado a semifinal após superar a Espanha, por 2 a 1, derrotou a Bulgária pelo mesmo placar e avançou à final do torneio. Os italianos encarariam o vencedor de Brasil e Suécia, que já haviam se enfrentado na primeira fase da disputa (empate em zero). Com um gol improvável do baixinho Romário em meio aos gigantes da defesa sueca, o Brasil chegou à final: 1 a 0.

Em 1994, nos Estados Unidos, a Copa do Mundo foi decidida pela primeira vez em disputas de pênaltis, pois Brasil e Itália não alteraram o placar inicial no decorrer dos 90 minutos regulamentares e dos outros 30 da prorrogação.

Márcio Santos e Baresi erraram as primeiras cobranças de ambas as equipes. Romário, Branco e Dunga converteram para o Brasil, assim como Albertini e Evani para os italianos. Contudo, Massaro e Roberto Baggio desperdiçaram os pênaltis e o Brasil conquistou, assim, o tetracampeonato mundial de futebol.

OS SÃO-PAULINOS

cafu1994getty

Foram quatro os jogadores do Tricolor na Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1994: o goleiro Zetti, os laterais Cafu e Leonardo e o atacante Müller, que disputaria o mundial pela terceira vez.

Zetti, o camisa 12 e goleiro reserva de Taffarel, não chegou a disputar partida alguma. Com a camisa da Seleção Brasileira, Zetti nunca perdeu um jogo enquanto atleta do São Paulo: foram 16 jogos, com 14 vitórias e dois empates. Pelo Tricolor, Zetti viveu a fase áurea do clube no início dos anos 90, sendo campeão de praticamente tudo o que disputou. O cartel do goleiro pelo clube é de 432 jogos.

O atacante Müller disputou a última Copa do Mundo dele em 1994. Com a camisa 19, o são-paulino entrou em campo substituindo Raí na partida contra Camarões, ainda na primeira fase. Pelo Tricolor, o jogador possui 386 jogos e 160 gols, em três passagens entre 1985 e 1996.

O camisa 16, Leonardo, estava no São Paulo emprestado pelo Valência. O clube espanhol já o havia negociado ao Kashima Antlers, do Japão, onde o lateral jogaria após a Copa do Mundo. Nesse torneio, o são-paulino esteve em campo em quatro partidas, sempre como titular, até ser expulso por um lance infeliz em que acertou uma cotovelada em Tab Ramos, dos Estados Unidos, nas oitavas de final. No Tricolor, Leonardo fez 111 jogos e 17 gols, também em três passagens pelo clube, entre 1990 e 2001.

Na final da Copa do Mundo, contra a Itália, o jogador que mais vezes disputaria decisões de título da competição fez sua primeira aparição. Substituindo Jorginho e utilizando a camisa 14, Cafu jogou sua primeira final de Copa. O lateral ainda entraria em campo em 1998 e ergueria a taça de campeão em 2002, com a Seleção Brasileira. Em 1994, Cafu fez três jogos (Estados Unidos, Holanda e Itália), todos eles saindo do banco de reservas. Pelo São Paulo, o lateral (por vezes meia, por vezes ponta), fez 273 jogos e 38 gols.

Além desses quatro atletas em contrato vigente com o São Paulo durante a competição, outros quatro jogadores naquela seleção tinham passagem pelo Tricolor: o goleiro Gilmar, os zagueiros Ricardo Rocha e Ronaldão (negociado pouco tempo antes com o Shimizu, do Japão e que fora convocado após o corte, por contusão, de Ricardo Gomes) e o meio-campista Raí, que foi o capitão da seleção brasileira na primeira fase do torneio.

Por fim, o preparador físico da Seleção Brasileira na Copa de 1994, Moracy Sant’anna, também era funcionário da comissão técnica do São Paulo.

A CAMPANHA

Primeira fase

  • 20/06 – Palo Alto – Brasil 2×0 Rússia, gols de Romário e Raí;
  • 24/06 – Palo Alto – Brasil 3×0 Camarões, gols de Romário, Márcio Santos e Bebeto;
  • 28/06 – Detroit – Brasil 1×1 Suécia, gol de Romário;

Oitavas de final

  • 04/07 – Palo Alto – Brasil 1×0 Estados Unidos, gol de Bebeto;

Quartas de final

  • 09/07 – Dallas – Brasil 3×2 Holanda, gols de Romário, Bebeto e Branco;

Semifinal

  • 13/07 – Los Angeles – Brasil 1×0 Suécia, gol de Romário;

Final

  • 17/07 – Los Angeles – Brasil 0x0 Itália, 3×2 nos pênaltis.

OS INSCRITOS

[GL] Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
Clube Regatas do Flamengo (RJ)

[GL] Taffarel (Cláudio André Mergen Taffarel)
Associazione Calcio Reggiana (ITA)

[GL] Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
São Paulo Futebol Clube (SP)

[DF] Aldair (Aldair Nascimento dos Santos)
Associazione Sportiva Roma (ITA)

[DF] Branco (Cláudio Ibrahim Vaz Leal)
Fluminense Football Club (RJ)

[DF] Cafu (Marcos Evangelista de Moraes)
São Paulo Futebol Clube (SP)

[DF] Jorginho (Jorge de Amorim de Oliveira Campos)
Fussball-Club Bayern 1900 München (ALE)

[DF] Márcio Santos (Márcio Roberto dos Santos)
Football Club des Girondins de Bordeaux (FRA)

[DF] Ricardo Rocha (Ricardo Roberto Barreto Rocha)
Club de Regatas Vasco da Gama (RJ)

[DF] Ronaldão (Ronaldo Rodrigues de Jesus)
Shimizu Football Club – Shimizu S-Pulse (JAP)

[MC] Dunga (Carlos Caetano Bledorn Verri)
Verein für Bewegungsspiele Stuttgart (ALE)

[MC] Leonardo (Leonardo Nascimento de Araújo)
São Paulo Futebol Clube (SP)

[MC] Mauro Silva (Mauro da Silva)
Real Club Deportivo de La Coruña (ESP)

[MC] Mazinho (Iomar do Nascimento)
Sociedade Esportiva Palmeiras (SP)

[MC] Raí (Raí Souza Vieira de Oliveira)
Paris Saint-Germain Football Club (FRA)

[MC] Zinho (Crizan Cezar de Oliveira Filho)
Sociedade Esportiva Palmeiras (SP)

[AT] Bebeto (José Roberto Gama de Oliveira)
Real Club Deportivo de La Coruña (ESP)

[AT] Müller (Luiz Antônio Corrêa da Costa)
São Paulo Futebol Clube (SP)

[AT] Paulo Sergio (P. S. Silvestre do Nascimento)
Turn- und Sportverein Bayer 04 (ALE)

[AT] Romário (Romário de Souza Faria)
Fútbol Club Barcelona (ESP)

[AT] Ronaldo (Ronaldo Luís Nazário de Lima)
Cruzeiro Esporte Clube (MG)

[AT] Viola (Paulo Sergio Rosa)
Sport Club Corinthians Paulista (SP)

OS INSCRITOS POR CLUBE REVELADOR E NÚMERO DE CAMISA

  1.
GL
Taffarel (Cláudio André Mergen Taffarel)
Internacional-RS

  2.
DF
Jorginho (Jorge de Amorim de Oliveira Campos)
América-RJ

  3.
DF
Ricardo Rocha (Ricardo Roberto Barreto Rocha)
Manchete-PE

  4.
DF
Ronaldão (Ronaldo Rodrigues de Jesus)
São Paulo-SP

  5.
MC
Mauro Silva (Mauro da Silva)
Guarani-SP

  6.
DF
Branco (Cláudio Ibrahim Vaz Leal)
Internacional-RS

  7.
AT
Bebeto (José Roberto Gama de Oliveira)
Vitória-BA

  8.
MC
Dunga (Carlos Caetano Bledorn Verri)
Internacional-RS

  9.
MC
Zinho (Crizan Cezar de Oliveira Filho)
Flamengo-RJ

10.
MC
Raí (Raí Souza Vieira de Oliveira)
Botafogo de RP-SP

11.
AT
Romário (Romário de Souza Faria)
Vasco da Gama-RJ

12.
GL
Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
Toledo-PR

13.
DF
Aldair (Aldair Nascimento dos Santos)
Flamengo-RJ

14.
MC
Cafu (Marcos Evangelista de Moraes)
São Paulo-SP

15.
DF
Márcio Santos (Márcio Roberto dos Santos)
Novorizontino-SP

16.
MC
Leonardo (Leonardo Nascimento de Araújo)
Flamengo-RJ

17.
MC
Mazinho (Iomar do Nascimento)
Vasco da Gama-RJ

18.
AT
Paulo Sergio (Paulo Sergio Silvestre do Nascimento)
Corinthians-SP

19.
AT
Müller (Luiz Antônio Corrêa da Costa)
São Paulo-SP

20.
AT
Ronaldo (Ronaldo Luís Nazário de Lima)
Cruzeiro-MG

21.
AT
Viola (Paulo Sergio Rosa)
Corinthians-SP

22.
GL
Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
Internacional-RS

CORTADOS

[DF] Mozer (José Carlos Nepomuceno Mozer)
Sport Lisboa e Benfica (POR)

[DF] Ricardo Gomes (Ricardo Gomes Raymundo)
Paris Saint-Germain Football Club (FRA)

CLUBES COM MAIS JOGADORES NESSA EDIÇÃO DA COPA


Barcelona-ESP
13


sem clube – jogador livre
13


Anderlecht-BEL
9


Spartak Moskva-RUS
9


Parma-ITA
9


Brugge-BEL
8


Milan-ITA
8


Ajax-HOL
8


IFK Göteborg-SUE
8

10º
Levski Sófiya-BUL
7

10º
Bolívar-BOL
7

26º
São Paulo-SP
4

CLUBES COM MAIS GOLS NESSA EDIÇÃO DA COPA


Barcelona-ESP
16


Juventus-ITA
7


Logroñéz-ESP
6


Internazionale-ITA
5


Monaco-FRA
5


Lille-FRA
5


Milan-ITA
5


Atlético de Madrid-ESP
5


Fiorentina-ITA
4


Borussia Mönchengladbach-ALE
4


Parma-ITA
4

CLUBES DOS ARTILHEIROS NESSA EDIÇÃO DA COPA


Stoichkov (Hristo Stoichkov Stoichkov)
Barcelona-ESP
6
BUL


Salenko (Oleh Anatolevych Salenko)
Logroñéz-ESP
6
RUS


Romário (Romário de Souza Faria)
Barcelona-ESP
5
BRA


Klinsmann (Jürgen Klinsmann)
Monaco-FRA
5
ALE


Baggio (Roberto Baggio)
Juventus-ITA
5
ITA


Andersson (Bernt Kennet Andersson)
Lille-FRA
5
SUE


Batistuta (Gabriel Omar Batistuta)
Fiorentina-ITA
4
ARG


Răducioiu (Florin Valeriu Radu Răducioiu)
Milan-ITA
4
ROM


Dahlin (Dan Martin Nathaniel Dahlin)
Bor. Mönchengladbach-ALE
4
SUE

10º
Bebeto (José Roberto Gama de Oliveira)
Deportivo La Coruña-ESP
3
BRA

10º
Caminero (José Luis Caminero Pérez)
Atlético de Madrid-ESP
3
ESP

10º
Bergkamp (Dennis Nicolaas Maria Bergkamp)
Internazionale-ITA
3
HOL

10º
Hagi (Gheorghe Hagi)
Brescia-ITA
3
ROM

10º
Brolin (Per Tomas Brolin)
Parma-ITA
3
SUE

RANKING GERAL DE JOGADORES POR CLUBES: 1930-1994


Internazionale-ITA
67


Juventus-ITA
67


Peñarol-URU
62


Nacional-URU
59


Barcelona-ESP
57


Real Madrid-ESP
51


Milan-ITA
45


Dynamo Kyiv-UCR
44


River Plate-ARG
44


Anderlecht-BEL
44

12º
São Paulo-SP
42

RANKING GERAL DE GOLS POR CLUBES: 1930-1994


Juventus-ITA
41


Bayern München-ALE
38


Peñarol-URU
36


Internazionale-ITA
34


Barcelona-ESP
29


Vasco da Gama-RJ
28


Honvéd-HUN
28


Real Madrid-ESP
23


Botafogo-RJ
22


Dynamo Kyiv-UCR
22

38º
São Paulo-SP
10

**Os nomes dos clubes, em todas as passagens, foram atualizados para aqueles que utilizam nos dias de hoje para facilitar a compreensão.