Rondônia - 20 de outubro de 2018
Home / Notícias / Opinião / Artigos / Trote Solidário auxilia comunidades terapêuticas

Trote Solidário auxilia comunidades terapêuticas

Desenvolver atividades pra melhorar a qualidade de vida de dependentes químicos em comunidades terapêuticas. Este é o objetivo do Trote Solidário, projeto que acontece, a partir do próximo sábado (4), em 50 polos da Educação a Distância da Unicesumar espalhados pelo país.

Segundo dados do Relatório da Agência da ONU para Drogas e Crimes (UNOCD), cerca de 200 milhões de pessoas, o que corresponde a quase 5% da população mundial entre 15 e 64 anos, usam drogas ilícitas. O álcool é a causa da morte de 3,3 milhões de pessoas e as drogas lícitas de meio milhão por ano no mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Para especialistas, mesmo em tratamento, os dependentes químicos são constantes vítimas de preconceito e exclusão social ao serem estigmatizados pela sociedade. Buscando combater esta realidade, durante 30 dias, o projeto de extensão do curso de Serviço Social deve mobilizar mais de 1.500 estudantes nas comunidades terapêuticas e oferecer oficinas com temas diversificados, desde profissões até como melhorar a autoestima para seguir a vida longe do álcool e das drogas.

A coordenadora de Serviço Social da EAD Unicesumar, Maria Cristina Araújo de Brito Cunha, explica que o projeto é inédito e acontece em 50 diferentes cidades do país. “Ele é multidisciplinar e, para o desenvolvimento das atividades, envolve outros cursos da instituição, como Agronegócio, Educação Física, Gastronomia, Design de Interiores, Pedagogia, Administração, Engenharia de Produção, Matemática, Logística, Recursos Humanos,  Teologia entre outros. As oficinas serão realizadas para dar sustentabilidade às entidades, além de transformar o ambiente e a compreensão dos internos sobre eles mesmos”.

No ano passado, o Trote Solidário aconteceu apenas na cidade de Maringá e  abordou a temática “Velho é o seu preconceito”. As atividades foram dirigidas a uma entidade que acolhe idosos. Em 2018, a expansão do projeto foi possível com o maior engajamento de outras unidades da instituição da Educação a Distância. “Os polos pesquisaram as necessidades das comunidades terapêuticas de suas regiões para desenvolverem o trabalho”, conta Maria Cristina.

Engajamento

Para incentivar a participação da comunidade acadêmica no projeto, o reitor da Unicesumar, Wilson de Matos Silva, gravou um vídeo que será veiculado nas redes sociais e nos polos da EAD.  A ideia é engajar todos os envolvidos para as atividades que começam em 4 de agosto, mas que terão desdobramentos ao longo de 30 dias nas comunidades terapêuticas. “É fundamental que todos estejamos unidos, pois o ganho não é apenas para as entidades. Para os universitários e para a instituição também será uma forma de desenvolver o aprendizado na prática, abordar a questão das drogas, além de falar sobre prevenção, pois somos uma comunidade formada por milhares de jovens”, completa Maria Cristina.

Serviço

Trote Solidário da EAD Unicesumar

Quando:  a partir de 4 de agosto

Onde: Abaetetuba (PA),  Anápolis (GO), Apucarana (PR), Araxá (MG), Assis (SP),  Bauru (SP), Belo Horizonte (MG), Blumenau (SC), Cariacica (ES), Campo Grande (MS), Campo Mourão (PR), Carlos Prates (BH), Canaã Dos Carajás (PA), Capanema (PR), Cascavel (PR), Contagem (MG), Caxias Do Sul (RS),  Feira de Santana (BA), Francisco Beltrão (PR), Foz do Iguaçu (PR) Gaspar (SC),  Governador Valadares (MG), Guarapuava (PR), Indaiatuba (SP), Indaial (SC) Irati (PR),  Ituberá (BA), Jaraguá Do Sul (SC),  Jundiaí (SP), Londrina (PR), Mafra (SC), Marabá (PA),  Maringá (PR),Nova Esperança (PR), Nova Iguaçu (RJ), Ourinhos (SP), Paranaguá (PR), Pato Branco (PR),  Pelotas (RS), Pinhão  (PR),  Ponta Grossa (PR), Queimados (RJ), Rio Grande (RS), Santo Antônio De Jesus (BA), São  Paulo/República (SP),  Sertanópolis (PR), Teodoro Sampaio (SP), Várzea Grande (MT) e União Da Vitoria (PR).