Rondônia - 23 de outubro de 2018
Home / Notícias / Norte / Rondônia / Coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, palestrará em Porto Velho sobre corrupção e eleições

Coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, palestrará em Porto Velho sobre corrupção e eleições

O Procurador da República Deltan Dallagnol é o palestrante convidado da aula inaugural da Pós-Graduação lato sensu Estudos Avançados sobre o Crime Organizado e Corrupção (Orcrim), que será realizada no próximo dia 21 de agosto, em Porto Velho. Usando de sua experiência como coordenador da força tarefa da Operação Lava Jato, o procurador debaterá os efeitos do combate a corrução nas eleições deste ano.

A Pós-Graduação Estudos Avançados sobre o Crime Organizado e Corrupção (Orcrim) é fruto da parceria firmada entre o Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO), Tribunal de Contas (TCE) e Ministério Público Estadual (MPRO) para a capacitação integrada de seus agentes. Cinquenta alunos, entre magistrados, procuradores e promotores, membros do Tribunal de Contas, delegados da Polícia Civil e policiais militares receberão formação no que há de mais avançado no campo prático-teórico sobre o combate a organizações criminosas e corrupção.

“Esse é um tema novo, o qual nós não recebemos preparação para lidar. Promover esta pós-graduação não é fazer um simples curso, mas uma ação de Estado, de qualificação e preparação dos agentes públicos para o combate a corrupção”, afirmou o diretor da Escola da Magistratura (Emeron), Desembargador Marcos Alaor Diniz Grangeia, durante a assinatura do acordo de cooperação técnica.

A palestra de Dallagnol, que tem como tema “A luta contra a corrupção e as eleições de 2018”, será realizada no dia 21 de agosto, no Teatro Palácio das Artes, às 19h. O evento é aberto ao público e gratuito. Devido ao número limitado de vagas, 700, as pré-inscrições para o evento serão feitas no período de 6 a 17 de agosto, somente por meio do Menu Inscrições no endereço https://emeron.tjro.jus.br. Após essa data, serão informadas as inscrições confirmadas dentro do número de vagas.

Fonte:Assessoria