Rondônia - 21 de agosto de 2018
Home / Notícias / Norte / Rondônia / Ariquemes / Ariquemes – Sejus instala equipamento de inspeção corporal

Ariquemes – Sejus instala equipamento de inspeção corporal

A respeito de medidas para reforçar a segurança na Casa de Detenção de Ariquemes, que teve registro de fuga na segunda-feira (6), a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) informa que está sendo instalada nesta unidade – com treinamento operacional assistido – um equipamento para inspeção corporal (Body Scan/scanner de corpo e periféricos) para detecção de objetos ilícitos sob roupa ou interior do corpo humano – e ainda, 37 câmeras de videomonitoramento.

Além dos equipamentos de alta tecnologia, a Casa de Detenção de Ariquemes vem sendo assistida com implementação de medidas e procedimentos de segurança preventiva. Após o episódio do dia 6, foi instalada uma base fixa na unidade, com vigilância 24 horas, numa área estratégica; foi transferida para área interna do presídio a atividade laboral de reeducandos que vinha sendo realizada na parte externa, com o cultivo de horta, suprimindo assim, a possibilidade da entrada de objetos via essa transitação; foi reforçada a segurança dos alambrados que circunda a unidade, com novas instalações de concertinas (cerca cortante). E as vistorias estão sendo realizadas diariamente.

A instalação de scanner corporal também será feita na Casa de Detenção Dr. José Mario Alves da Silva – Urso Branco (Porto Velho), na Penitenciária Estadual Edvan Mariano Rosendo – Panda (Porto Velho), Penitenciária Estadual Milton Soares – 470 (Porto Velho), na Penitenciária Estadual Ênio dos Santos Pinheiro (Porto Velho), no Centro de Ressocialização Jonas Ferreti (Buritis), Casa de Detenção de Jarú, Penitenciária Regional Dr. Agenor Martins de Carvalho (Ji-Paraná), na Penitenciária Regional de Rolim de Moura e no Centro de Ressocialização Cone Sul (Vilhena).

Alta precisão

O Body Scan é um equipamento de ponta já utilizado em presídios federais, que usa ondas milimétricas de radiofrequência no escaneamento do corpo e periféricos. Possui alta precisão na detecção de objetos metálicos e não metálicos, transportados tanto na superfície como no interior do corpo humano, tais como aparelhos eletrônicos, telefones celulares, armas de fogo, armas brancas, materiais em cerâmica, em madeira, embalagens com narcóticos, explosivos e outros itens diversos. A nova tecnologia no sistema prisional de Rondônia está em consonância com a Resolução nº 5, de 28 de agosto de 2014, publicada pelo Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP), que determina a substituição da revista íntima pelo uso detectores de metais, aparelhos de raios-X, scanner corporal e outros equipamentos.

Fonte:Sejus