Rondônia - 23 de outubro de 2018
Home / Notícias / Esportes / Corinthians / Após desistência, Juninho desabafa e diz que recusou Europa para jogar no Corinthians

Após desistência, Juninho desabafa e diz que recusou Europa para jogar no Corinthians

10 mil
visualizações

96 comentários


Comunicar erro

Após repercussão negativa, Juninho não será jogador do Corinthians

Após repercussão negativa, Juninho não será jogador do Corinthians

Foto: Williams Aguiar/Sport

O atacante Juninho, do Sport, se manifestou publicamente após a desistência da diretoria do Corinthians em contratá-lo. Depois da repercussão negativa nas redes sociais, o clube optou em recusar a negociação – a escolha foi divulgada em nota oficial na última quinta-feira. O jogador responde processo por agressão contra Dhalia Araújo, ex-noiva, de 21 anos.

Leia também:Corinthians acerta ao desistir de atacante do Sport, aponta enquete do Meu Timão Advogado de Juninho fala em ‘absurdo’ e promete processar Corinthians

Em entrevista realizada ao Esporte Espetacular, programa de domingo da TV Globo, o jogador afirmou ter rejeitado uma transferência para a Europa ao optar pelo acerto com o Corinthians. Vale lembrar que o jovem de 19 anos seria contratado por empréstimo até o fim de 2019, com valor fixado de compra ao fim deste período.

“Quando cheguei em São Paulo, o Nei (Nejud, diretor da base do Corinthians) disse que não ia dar certo. Falei para ele: ‘você não falou que era palavra de homem?’ Eu segurei para os caras da Europa. Falei que não ia para a Europa e ia ficar aqui, ficar pelo que o Corinthians é”, revelou Juninho.

“Depois que falaram que não ia dar certo, essas conversinhas não ligo mais, não. Cheguei para assinar, não para conversar”, assegurou o atacante, que alegou não ter estendido a conversa com o Timão após saber que o negócio seria cancelado.

Juninho protagonizou um episódio de violência doméstica no fim de 2017, época em que defendia as cores do Sport. Ele chegou a ser detido sob a acusação de ter batido na ex-namorada, que relatou à polícia agressões e até ameaça de morte cometidas pelo jogador. Juninho foi liberado após pagar fiança, indiciado e responde o processo em liberdade.

O Ministério Público, portanto, denunciou Juninho por três crimes contra Dhalia Araújo: ameaça, violência doméstica e familiar e praticar vias de fato. Se condenado, o jovem pode pegar até nove meses de prisão.

Veja mais em:
Diretoria do Corinthians e Mercado da bola.