Rondônia - 17 de novembro de 2018
Home / Notícias / Brasil / Sebrae busca simplificar acesso de pequenos negócios às compras governamentais

Sebrae busca simplificar acesso de pequenos negócios às compras governamentais

Em iniciativa inédita, o Sebrae convidou empreendedores que buscam ou já realizam negócios com a administração pública a contribuir com sugestões de melhorias para simplificar o acesso dos pequenos negócios às compras governamentais. Em um Workshop que aconteceu nesta quarta (15) e quinta-feira (16), Micro e Pequenas Empresas, Microempreendedores Individuais e Cooperativas da Agricultura Familiar se reuniram com o Ministério do Planejamento para propor a resolução de problemas comuns de acesso ao Portal Comprasnet e colaborar para o desenvolvimento de um aplicativo mobile de compras, que o governo irá disponibilizar até o final do ano.

 

“É a primeira vez que está sendo realizado um trabalho desses, em que o governo convida, por intermédio do Sebrae, os empresários para ouvir a opinião deles. Esse diálogo que estamos proporcionando com o governo, para melhorar e simplificar o sistema ao máximo, vai permitir que mais pequenos negócios acessem o portal”, explica Denise Donati, da Unidade de Políticas Públicas e Desenvolvimento Territorial  e coordenadora do Projeto de Compras Governamentais do Sebrae.

 

A solução dos fornecedores, construída no Workshop, seguiu a metodologia Design Sprint. O método pressupõe a montagem de uma “sala guerra”, onde durante dois dias são realizadas análise, diagnóstico, seleção das alternativas mais vantajosas e a construção de um modelo funcional, que é testado com o usuário no final do processo. Daniele Borges, coordenadora do Sistema de Compras Governamentais do Ministério do Planejamento, elogiou a metodologia proposta. “Estamos conseguindo ouvir os usuários, suas demandas e ter uma aproximação com o fornecedor para validar suas necessidades, além de conhecer dificuldades que não sabíamos”, ressaltou.

 

Jadson Lourenço Silva, presidente da Coopac do alto sertão sergipano, desenvolve atividades como fornecimento de frutas e verduras para escolas e vem tentando fazer seu cadastro no Comprasnet, mas sente dificuldade com o sistema. “Tivemos interesse em participar dessa iniciativa para que tenhamos apropriação desse mundo do Comprasnet, pois é uma porta que vai se abrir para a gente. Hoje, estamos muito restritos aos 30% da agricultura familiar e da lei no PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar). Temos o entendimento que chegamos a um nível em que é possível alcançar os outros 70%, que são as compras institucionais”, ressaltou.

 

Esse trabalho conjunto do Sebrae e Ministério do Planejamento foi iniciado em maio, com oficinas para gestores públicos e órgãos fiscalizadores, onde foram levantadas as melhorias necessárias no sistema do Comprasnet, sob a ótica do comprador e do fiscalizador dos contratos. Essa modernização do sistema Comprasnet será possível devido ao Acordo de Cooperação Técnica firmado pelo Sebrae e o Ministério, onde será desenvolvido e implementado pelo SERPRO.