Rondônia - 21 de novembro de 2018
Home / Notícias / Esportes / Corinthians / Corinthians é quarta força na Copa do Brasil? Fagner ri: ‘Se repetir, falem o que quiser’

Corinthians é quarta força na Copa do Brasil? Fagner ri: ‘Se repetir, falem o que quiser’

5.0 mil
visualizações

21 comentários


Comunicar erro

Fagner falou nesta sexta feira no CT Joaquim Grava

Fagner falou nesta sexta-feira no CT Joaquim Grava

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Com a definição dos quatro semifinalistas da Copa do Brasil, a sexta-feira em solo nacional foi de repercussão dos classificados e projeção dos embates que devem acontecer em setembro. Nas redes sociais e em programas de televisão, há quem diga que o Corinthians é a quarta força (mais uma vez). E já tem jogador do Timão falando sobre o assunto…

Escolhido pelo clube para conceder entrevista coletiva nesta sexta-feira, no CT Joaquim Grava, por conta de sua convocação para a Seleção Brasileira, Fagner foi questionado sobre o tal estigma de quarta força, que acabou ironicamente embalando o título paulista de 2017. Com direito a risada no início da resposta, o lateral falou em repetição do roteiro:

“Se repetir, podem falar o que quiser. Nosso trabalho é desenvolver dentro de campo, fazer nosso papel. É difícil estar ali, são os quatro grandes do Brasil e todos têm condições de conquistar o título. Jogo de mata-mata não tem como prever quem é favorito. São equipes de tradição, grandes no futebol brasileiro. Serão jogos difíceis”, apontou o camisa 23.

Fagner, aliás, pode perder a primeira partida do Corinthians contra o Flamengo na Copa do Brasil. Isso porque o último dos amistosos da Seleção está marcado para a provável véspera do duelo – ainda não há confirmação por parte da CBF. O lateral do Timão preferiu não cravar nem sua ausência nem uma eventual tentativa de retorno às pressas para o jogo.

“A viagem pode ser longa, a gente não sabe o que pode acontecer, tem risco de lesão… Às vezes você pensa que dá e aí se machuca, perde mais jogos. É uma situação que tem que ser vista com cautela lá na frente, não dá pra falar agora pois não sabemos o que vai acontecer”, declarou.

Mais cedo, o presidente flamenguista, Eduardo Bandeira de Mello, reclamou da convocação de Tite – o clube deve perder Lucas Paquetá para o primeiro confronto contra o Corinthians.

“Vendo pelo lado do empregador, é uma situação difícil, dá pra entender. Mas, muitas vezes, é uma oportunidade única na vida do atleta. É uma situação delicada, não sou eu quem tem que falar”, argumentou Fagner.

Veja mais em:
Fagner e Copa do Brasil.