Rondônia - 16 de novembro de 2018
Home / Notícias / Esportes / Corinthians / Rivellino opina sobre posto de ídolo máximo do Timão e relembra ‘obsessão’ por título paulista

Rivellino opina sobre posto de ídolo máximo do Timão e relembra ‘obsessão’ por título paulista

1.8 mil
visualizações

66 comentários


Comunicar erro

Rivellino destacou busto em sua homenagem no Parque São Jorge

Rivellino destacou busto em sua homenagem no Parque São Jorge

Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Não é incomum ver a Fiel discutindo qual é o maior ídolo da história do Corinthians nas redes sociais, bares e até mesmo nas arquibancadas da Arena. As divergências na hora de definir um nome, no entanto, prevalecem. E não ficam restritas à torcida. Os próprios protagonistas dessa “batalha” vez ou outra opinam sobre o tema.

Recentemente, por exemplo, Marcelinho Carioca se colocou como dono do posto. Rivellino, um dos principais postulantes, rebateu nesta quinta-feira.

“Eu respeito a opinião dele. Foi um grande jogador, realmente fez muito sucesso no Corinthians. Cada um tem seu jeito de pensar. Não sou eu que me julgo melhor, são as pessoas. O maior prêmio da minha vida, que jamais vou esquecer, é que eu tenho um busto no Parque São Jorge. Quantos jogadores já passaram pelo Corinthians? E se você for até lá contar, tem quatro ou cinco bustos. Não sou eu que falo, são as pessoas“, disse o ex-jogador em entrevista ao canal Desimpedidos, do Youtube.

Leia também:‘Destino’ pós-Juninho e inspiração em Guerrero: reforço do Corinthians Sub-20 fala ao Meu Timão Em recuperação, Corinthians conquista segunda vitória no Campeonato Paulista de Basquete

E se o assunto é idolatria do Corinthians, é claro que o ídolo da Fiel relembrou seus tempos de Parque São Jorge. Campeão do Torneio Rio-São Paulo pelo clube, Rivellino relembrou a enorme vontade de erguer o troféu do Campeonato Paulista. Em determinado momento, até mesmo a Taça do Mundo parecia ter menos valor do que a possível conquista com a camisa do Timão.

“Naquela época existia uma preocupação com outros campeonatos. Era o Paulista. Nem o Brasileiro era tão forte. O estadual era muito. Eu queria tanto ser campeão paulista pelo Corinthians que uma vez eu falei que trocaria o título da Copa do Mundo por um Paulista. Mas não tem como, foi um momento de vontade (risos)”, relembrou.

Se representando o Timão o ex-meia esteve presente em grandes momentos do clube, também há um jogo marcante em que Riva esteve do outro lado: a invasão do Maracanã em 1976. Jogando no Fluminense na época, o campeão do mundo lembrou do tamanho do feito da Fiel.

“Eu estava concentrado, faltando alguns dias para o jogo. O presidente do Fluminense me falou que ia convidar a torcida do Corinthians para o jogo. Eu falei “deixa eles quietos, pelo amor de Deus, você não sabe o que é a nação corinthiana. Eu conheço bem, eles vão invadir a nossa praia”. Foi bonito, eu me arrepio. O Maracanã antigo é a coisa mais linda”, destacou.

“Quando a gente estava indo para o estádio, só tinha bandeira do Corinthians. Estava dividido. A hora que eu subi e vi aquela torcida, meu Deus… eu estou falando e estou arrepiado”, concluiu.

Veja mais em:
Ídolos do Corinthians e Ex-jogadores do Corinthians.