Rondônia - 25 de setembro de 2018
Home / Notícias / Esportes / Vasco da Gama / Vasco resgata bandeira que havia sido perdida décadas atrás; confira

Vasco resgata bandeira que havia sido perdida décadas atrás; confira

Nem se desconfiava ainda de que um esporte vindo da Inglaterra roubaria corações dos cariocas. No início do século XX, quem reinava absoluto entre os esportes praticados nas terras de São Sebastião do Rio de Janeiro era o remo – e o Club de Regatas Vasco da Gama, fundado em 1898, despontava como uma das potências da cidade.

O símbolo maior do orgulho era a bandeira náutica do clube. Ela representava a ligação com a Federação Brasileira das Sociedades de Remo e ficava exibida na sede história da rua Santa Luzia, próxima à praia de mesmo nome onde se disputavam as provas do remo.

Quem passasse veria o símbolo do Vasco, com todos os objetos náuticos do código de regatas: a âncora, a bóia salva-vidas, o croque e o remo, com a Cruz da Ordem de Cristo por cima e as iniciais VG.

O resgate da bandeira

Entretanto, veio o futebol, com ele a resposta histórica, a inclusão de negros e operários, e o foco mudou. O clube de regatas abraçou o novo esporte, e outras glórias se seguiram. Com o tempo, a bandeira do Vasco se perdeu.

O resgate da bandeira se concretizou na segunda-feira, às vésperas do aniversário de 120 anos do Vasco, através do departamento de Desportos Náuticos. Antes, o site “Memória Vascaína” já havia feito a reprodução da bandeira.

Através de uma pesquisa iconográfica com fotos antigas e revistas da época, foi possível reproduzi-la e levá-la de volta à atual sede náutica do clube, na Lagoa. Um pedaço da história está de volta.

O presidente do Vasco, Marcílio Telles, em 1916 posa à frente da então bandeira náutica do VascoRecriação da bandeira náutica do Vasco, antes do futebol chegarBandeira do Vasco está de volta à sede náutica da Lagoa

Fonte: GloboEsporte.com