Rondônia - 16 de novembro de 2018
Home / Notícias / Esportes / Vasco da Gama / Wagner: ‘Estava triste por não estar atuando, pois vinha fazendo um ano muito bom, jogando bem, marcando gols’

Wagner: ‘Estava triste por não estar atuando, pois vinha fazendo um ano muito bom, jogando bem, marcando gols’

Escolhido para comandar o Vasco da Gama de forma interina após a saída de Jorginho, o auxiliar técnico Valdir Bigode promoveu mudanças na equipe cruzmaltina no jogo contra o Ceará, disputada na noite da última segunda-feira (20/08), em São Januário. Uma das novidades na escalação foi o meio-campista Wagner. Foi do experiente armador o único gol do Gigante da Colina na partida.

O tento anotado diante do Vozão foi o quinto de Wagner na temporada. Apenas o polivalente Yago Pikachu e o atacante Andrés Ríos balançaram as redes mais vezes que o armador em 2018. A oportunidade de retornar após três partidas fora da equipe foi comemorada pelo camisa 20, que também aproveitou o bate-papo com o Site Oficial para explicar o motivo de sua substituição na etapa final.

– Estava há um mês de fora, três partidas sem jogar, então pedi ao Valdir para colocar outro no meu lugar porque não aguentava mais. Fiquei muito feliz pelo gol, mas ficaria mais ainda se a vitória tivesse vindo. Estava triste por não estar atuando, pois vinha fazendo um ano muito bom, jogando bem, marcando gols, até mesmo sendo capitão na ausência do Martin. Vida que segue. O importante é que provei para mim mesmo, para minha família e para os meus companheiros que nada me abala. Vou seguir trabalhando para receber novas oportunidades. Quando elas aparecerem, vou entrar em campo e fazer minha parte – afirmou o experiente jogador.

Considerado um dos líderes do atual elenco cruzmaltino, Wagner não fugiu da responsabilidade ao ser questionado sobre o momento adverso vivido pela equipe de São Januário dentro do Campeonato Brasileiro. Assim como o estreante Lenon (veja), o camisa 20 reconheceu a fase ruim e lamentou os pontos desperdiçados contra o Ceará em plena Colina Histórica.

– Foi uma semana agitada, com troca de treinador. Tivemos uma semana de trabalho com o Valdir e procuramos fazer da melhor forma aquilo que ele nos pediu. Era uma partida arriscada, sabíamos disso, e mesmo assim fomos com um time bastante ofensivo. Demonstramos para o nosso torcedor que iríamos jogar para frente. Criamos oportunidades, abrimos o placar e tivemos a chance de matar o jogo na cabeçada do Giovanni, mas o goleiro foi muito feliz. Brasileiro é assim, não tem jogo fácil. Temos que pensar jogo a jogo – disse Wagner, acrescentando logo em seguida.

– O torcedor tem o direito de vaiar e cobrar. Entendemos isso e vamos procurar filtrar tudo isso de uma maneira positiva. Queremos transformar isso em combustível para a conquista de vitórias. Saímos desse jogo com um sentimento ruim, mas do outro lado teve um time que trabalhou bastante para evitar nossa vitória. Vamos ter agora um jogo muito difícil contra o Atlético Mineiro, mas vamos nos dedicar bastante nesses dois dias para ir em Belo Horizonte, fazer um bom jogo e somar os três pontos – concluiu o camisa 20.

Wagner abraça Valdir Bigode após marcar contra o Ceará

Fonte: Site oficial do Vasco