Rondônia - 14 de dezembro de 2018
Home / Notícias / Esportes / Palmeiras / Análise do Vitão: Nos Deixaram Acreditar… | Palmeiras

Análise do Vitão: Nos Deixaram Acreditar… | Palmeiras

Começo a coluna pedindo para que todos façam uma reflexão e respondam sinceramente para si mesmos: Como seria a situação do Palmeiras nos campeonatos que disputamos caso o Roger Machado ainda fosse o nosso técnico?

Chega a ser inacreditável o que o Felipão fez no Palmeiras, claro que hoje é fácil dizer isso: não teria outro nome que conseguiria fazer o que ele está fazendo.

O Palmeiras parece ter a certeza de que vai fazer o gol a qualquer momento, felizmente está dando certo, mas hoje corremos um enorme risco de termos um resultado adverso.

O primeiro tempo foi ruim tecnicamente, o Sport bateu bastante e o Palmeiras teve apenas uma chance clara com o Deyverson.

A entrada do Guerra no lugar do Lucas Lima contundido não surtiu o resultado esperado: O Venezuelano fez sua primeira partida depois da contusão que o tirou do time por quatro meses e sentiu a falta de ritmo.

O segundo tempo começou diferente, com o Palmeiras tendo duas chances claras antes dos cinco minutos, Guerra e Deyverson perderam dois gols feitos e com isso o Sport partiu para cima de forma desordenada.

O Hyoran e o Jean fizeram uma péssima partida, tanto que foram substituídos; o primeiro dando lugar ao Dudu e o Jean dando lugar ao William. O gol saiu um minuto após a entrada do Bigode, aproveitando o rebote da bola defendida (dentro do gol) pelo Magrão, após escanteio batido pelo Dudu.

Gustavo Gomez foi uma grande contratação e na minha opinião é o melhor zagueiro do elenco: fez uma grande partida ao lado do Luan que também foi muito bem.

Mayke e Victor Luiz fizeram uma boa partida, com um destaque maior para o Mayke que é excelente defensivamente.

O Deyverson não foi bem, perdeu dois gols feitos e ainda fez um teatro bizarro (de novo) no final do jogo, penso que o jogador tem algum problema psicológico, aliás, o atleta precisa de um terapeuta urgentemente.

Jailsão foi bem no gol; eu particularmente não gosto da cera que ele faz, mas é um grande goleiro e uma excelente figura: nossa meta está em excelentes mãos, temos três ótimos goleiros.

O Palmeiras em determinados momentos do jogo recua demais e isso automaticamente chama o time adversário para uma pressão desnecessária, conseguimos segurar o resultado e os três pontos conquistados fora de casa nos colocaram na segunda colocação, um ponto atrás do atual líder.

O jogo contra o Cruzeiro é muito importante neste momento, principalmente para ver como o time vai reagir em uma situação adversa, precisando buscar o resultado: eu confio que sairemos de Minas Gerais classificados.

Não menos importante temos o jogo contra o mesmo Cruzeiro pelo campeonato Brasileiro logo depois do jogo da Copa do Brasil, é fundamental conseguirmos os três pontos para nos consolidarmos no topo da tabela e quem sabe até mesmo assumir a liderança.

Nos deixaram acreditar, agora queremos tudo! Obrigado Felipão! Obrigado Palmeiras!

Um grande abraço!

Vitão